vivo-tv.jpg

Assinantes da Vivo TV via MMDS nas cidades de São Paulo, Curitiba e Porto Alegre, atenção. A Telefônica/Vivo anunciou nessa semana (26) que o serviço de TV paga com a citada tecnologia será desativado completamente em 01 de junho. O motivo dessa decisão está diretamente relacionada à utilização do espectro de 2.5 GHz, hoje destinada ao sinal de TV, para a telefonia móvel 4G.

A medida é uma determinação da Anatel, que solicita a limpeza desse espectro para a utilização com as redes 4G. Em março de 2013, a Agência Nacional de Telecomunicações emitiu uma decisão cautelar, que obriga todas as operadoras que ocupam hoje a faixa de 2.5 GHz que liberem esse espectro nas cidades-sede da Copa das Confederações até o dia 12 de abril (o evento começa no mês de junho). Ainda nesse mesmo mês de março, a Telefônica já iniciou o processo de desligamento do sinal MMDS no Rio de Janeiro.

A Telefônica alega que já está esclarecendo os clientes sobre esse processo de desligamento, e que o serviço de TV por assinatura da empresa ainda será oferecido via DTH, cabo ou IPTV. Para os clientes da atual plataforma de MMDS, será ofertado até um mês de serviços gratuitos, com o pacote de canais abertos e obrigatórios, que já estão presentes no lineup de canais da operadora. Essa oferta é válida até o dia 31 de maio, e até lá, os assinantes terão que procurar uma outra alternativa de TV por assinatura.

O serviço será completamente desligado da rede no dia 01 de junho, e nenhum ônus financeiro será repassado ao assinante. Até lá, o usuário pode entrar em contato com a operadora para retirar os equipamentos, ou simplesmente esperar que a operadora entre em contato após essa data, para agendar a retirada. Segundo a Telefônica, a última cobrança para os assinantes será feita durante o mês de abril, com a cobrança dos pacotes vigentes até a data de 25 de abril.

Como alternativa, você pode conferir as novidades nos pacotes de algumas das concorrentes da Vivo TV, a saber: