samsung-galaxy-s7-edge

De tempos em tempos, os fabricantes de tecnologia fazem experimentos. Alguns deles dão certo. O Samsung Galaxy Round lançado em 2013 rendeu frutos. O LG Flex, nem tanto. No caso da Samsung, as telas curvas viraram uma pedra angular na sua estratégia de mobilidade. No caso da LG, eles abandonaram a sua proposta.

Depois do Galaxy Round, chegou o Galaxy Note Edge e, logo depois, o Galaxy S6 Edge e Edge+, até culminar no Galaxy S7 Edge de 5.5 polegadas. Mas os planos da Samsung com suas telas OLED curvas não param por aí, nos seus próprios modelos. Os coreanos querem vender suas telas curvas para terceiros, e os chineses é a sua primeira opção.

 

Telas OLED curvas para todos

samsung-tela-curva

Não é de se estranhar. A Samsung levou anos fornecendo telas AMOLED para vários de seus concorrentes. A novidade é que agora eles vão fornecer suas telas curvas. Se no ano passado, eles chamaram a atenção com o Galaxy S6 Edge, a tela do Galaxy S7 Edge, apesar de trazer poucas mudanças, pode ser vista em breve em outros modelos.

Desse modo, a Samsung, que já é provedora de memórias internas, processadores, RAM e telas, vai inserir mais um mercado para capitalizar, com o objetivo de ver suas telas OLED curvas como algo além de uma mera curiosidade no seu catálogo. A empresa quer transformar esse tipo de tela como padrão. E, para isso, é melhor liberar pra todo mundo.

Os candidatos a receberem as telas curvas da Samsung

mi-tela-curva

As mesmas fontes que se referem a esta comercialização de telas curvas por parte da Samsung citam nomes dos seus possíveis compradores. Huawei ou Xiaomi são as primeiras mencionadas. O primeiro por ser o terceiro maior fabricante de smartphones, e o segundo por ser a grande promessa chinesa para o futuro. Vivo é outro fabricante chinês que tem um novo modelo com tela OLED curva vinda da Sasmsung: o Vivo Xplay 5.

Poderemos ver mais modelos com essas características ainda em 2016, tanto da Huawei como da Xiaomi, onde um dos modelos a contarem com essa tela curva é uma variante do Mi Note.

Recentemente, ficamos sabendo que a Samsung já é a quarta maior fabricante de processadores para smartphones do mercado, ultrapassando a Spreadtrum, pese o fato que só equipa com chips Exynos apenas um de cada seis de seus smartphones. Será interessante ver a evolução em vendas de sua divisão de telas para smartphones. Quem sabe eles alcançam o seu objetivo, e em pouco tempo ter uma tela curva deixe de ser uma novidade.

Via ETNews