safira-telas

Um dos rumores mais frequentes sobre os futuros iPhones é a introdução das telas de safira. Na realidade, tais telas não são 100% de safira, pois isso as tornariam cinco vezes mais caras que as atuais (preço entre US$ 15 e US$ 20 cada tela). Porém, um processo de laminado de cristal com safira poderia reduzir consideravelmente o custo dessas telas (US$ 6 cada), obtendo assim uma proteção quase total para diferentes tipos de situações.

Os primeiros protótipos já estão disponíveis, e os responsáveis pela GT Advanced Technologies (empresa recém adquirida pela Apple) estão trabalhando no processo de produção que faz uso de um acelerador de íons, que é capaz de criar uma lâmina de 26 mícrons desse material, utilizando o processo de aquecimento em combinação com o hidrogênio aplicado na própria safira.

O processo não só pode tornar a safira uma realidade no iPhone, mas também pode ser adotado por outros fabricantes em tecnologias similares. O processo tradicional – que pega um grande cristal de safira – é mais primitivo e desperdiça muito material. O uso do acelerador pode ser a solução para o problema.

Via MIT