Este é o tipo de notícia que nos faz pensar sobre a evolução da tecnologia e o gasto que provoca. Mesmo que sejam poucos os telefones que ofereçam uma tela OLED, e um simples monitor de 11 polegadas é uma compra impossível para a maioria dos mortais, está pintando por aí o OLET (ou Transistores Orgânicos Emissores de Luz, em português), que é a nova tecnologia do pesquisador Michele Muccine, que chega para deixar completamente obsoleta a tecnologia atual. Este novo sistema baseado em três capas de material, uma inferior com a carga, outra intermediária encarregada de emitir os estímulos fotoelétricos provocados pela capa anterior, e uma capa superior que deixa passar a imagem de forma seletiva. O resultado desse pequeno sanduíche tecnológico alcança uma espessura de 62nm, obtendo uma eficiência 100 vezes maior do que o OLED.

Mas a pergunta é: veremos algum dia HDTV OLET? A resposta é: provavelmente em outra vida.

Fonte