Se você buscava desesperadamente potência em processamento e mobilidade, eis a resposta para suas súplicas. A Intel anunciou seus novos chips Clarksfield para seus portátes, que, em essência, colocarão um processador Core i7 em portáteis dentro de muito em breve. Serão três CPUs disponíveis, duas com quatro núcleos e um Core i7 Extreme, que já começa a causar comichão no pessoal da Alienware com seus 3,2 GHz possíveis no modo Turbo. Este valor se consegue graças a possibilidade de “limpar” núcleos de forma seletiva para aumentar a velocidade do processador, conservando a autonomia do portátil. A notícia ruim? Não temos preço, nem data de lançamento.

Além disso, a Intel explorou bastante a USB 3.0, tornando esta tecnologia uma das vedetes da IDF deste ano. Por isso, a Intel anunciou algo para o futuro: a Light Peak. A Light Peak é uma conexão de fibra óptica para dispositivos móveis, que pode alcançar uma taxa de 10 Gbps de transferência, com distâncias de mais de 100 metros do ponto de acesso. A ideia da Intel não é só alcançar o máximo nível de transferência de dados, mas também diminuir drasticamente o número de conectores nos dispositivos para se conseguir designs menores. Abaixo tem uma foto de como é este novo sistema de conexão.

Mais @Engadget.com e @Engadget.com