Os estudos sobre o uso de lentes de contato como sistema de vigilância para as diabetes não são precisamente uma novidade, porém, parece que um grupo de pesquisadores da Universidade de Western Ontario estão mais próximos de transformar esta tecnologia em realidade. Isso seria possível, graças a uma polpuda doação de US$ 200.000 da Fundação Canadense de Inovação, para desenvolvimento desta tecnologia.

O segredo seria em instalar nanopartículas em cada lente, que mudariam de cor de acordo com uma reação química, com as moléculas de glicose presente nas lágrimas. Deste modo, o usuário saberá quando seus níveis de açúcar em sangue estão muito baixos ou altos, podendo assim se medicar da melhor forma. Eles ainda estudam a possibilidade de trazer este recurso em embalagens de produtos alimentícios, para indicar se o produto está ou não dentro do seu prazo de validade.

Fonte