Nokia_E5_3

Mais uma vez vamos tentar esclarecer dúvidas de nossos leitores e ouvintes aqui, no TargetHD Responde. Se sua dúvida for interessante a ponto de compartilharmos essa informação com outros usuários, basta você enviar a questão para a nossa área de contato, ou na nossa conta no Twitter @TargetHD.

O leitor Bruno Ferraz mandou um e-mail para nós com a seguinte dúvida:

“Comprei o Nokia E5 pela internet, e estou esperando o aparelho chegar. Mas enquanto isso, eu fico vasculhando as funções dele na internet.. Eu queria saber se a função GPS do E5  é gratuita, ou se o aparelho deve estar conectado à internet. Cada site fala uma coisa: um site falou que nao é preciso estar conectado porque o Ovi Maps é offline, e outros sites dizem que depende do sinal da operadora.”

Resposta: 

Bom, por partes. Antigamente, a Nokia costumava cobrar pelo uso do GPS no Ovi Mapas, e ainda assim, a cobrança era feita para a utilização do serviço ponto a ponto. Mas isso já acabou, e hoje, todo o serviço de mapas (seja o Ovi Mapas, nos modelos mais antigos – como é o caso do Nokia E5 – quanto o Nokia Here, presente até em smartphones iOS) é gratuito e sem nenhum tipo de limitação.

A conectividade do GPS em si também é gratuita. Não há nenhum tipo de cobrança se você apenas acionar o GPS, Até porque não faz o menor sentido, uma vez que esse recurso é mais uma questão de hardware do que qualquer outra coisa. Porém, quando ele trabalha com serviços de mapas (Ovi Mapas, Google Mapas), a coisa muda um pouco de figura.

Os mapas dependem de um pacote de dados ativo (3g ou Wi-Fi) para poder exibir os mapas em si, que são baixados para o celular via internet, através de um download. Essa é uma regra universal, e vale para qualquer smartphone. Você pode utilizar os aplicativos de mapas sem o GPS (utilizando a localização de redes de celular), mas para obter uma localização precisa, você precisa ter o GPS ativo ao utilizar os mapas. É ele quem vai dar uma aproximação mais precisa do local onde você está. E é a junção dessas duas coisas que tornam a experiência de uso dos aplicativos de mapas algo eficiente.

O Ovi Mapas (até onde me lembro, pois já faz um tempo que não trabalhamos com o sistema Symbian S60) contava com um recurso de fazer o download prévio dos mapas, ou pelo computador (e depois transferindo para o smartphone), ou pelo próprio telefone. Muita gente utilizava uma rede Wi-Fi para baixar previamente os mapas do trajeto a ser percorrido no celular, e depois, só utilizava o GPS ativo para visualizar o posicionamento do mapa. Isso gerava uma economia considerável, e o pacote de dados não era utilizado. No novo Nokia Here, você ainda pode fazer isso, mas limitado a uma única página de mapa (preferencialmente a região onde você precisa chegar.

Em se tratando de um dispositivo móvel (um smartphone), a tendência é que, eventualmente, você vai precisar em algum lugar acessar o mapa para ver a localização, principalmente em locais que você não planejou o seu trajeto. Logo, inevitavelmente, ele vai utilizar o pacote de dados de sua operadora, pois vai precisar acessar a internet para buscar esses mapas.

Resumindo: a única coisa que você vai pagar (e ainda assim, se usar) é a franquia do seu plano de dados de internet móvel, caso você utilize o aplicativo de mapas. O serviço em si é gratuito. A Nokia não vai te cobrar nada por isso. 

Uma dica é ter sempre uma opção a mais de mapas no smartphone. O Google Mapas, por exemplo, é uma ótima opção para o Nokia E5, uma vez que ele é mais eficiente para buscar endereços e exibir o posicionamento, e tem um consumo menor do pacote de dados, por contar com mapas otimizados para dispositivos móveis.