DSC01681

O leitor Guilherme Max mandou para nós a seguinte sugestão de pauta:

Ultimamente, temos essa divergência no mercado de celulares top de linha: celulares como o Samsung Galaxy S4/S5 são contemplados com baterias removíveis, enquanto que modelos como o LG G2/iPhone 5s estão presentes com as baterias fixas. Qual a melhor opção? Temos grandes diferenças entre elas?

 

Resposta

Guilherme, alguns fabricantes preferem adotar as baterias fixas pelo conceito geral do projeto, ou do seu conjunto de hardware. A vantagem de uma bateria fixa é a menor quantidade de componentes móveis no dispositivo, oferecendo (na teoria) uma maior consistência de funcionamento. O lado negativo é bem óbvio: se o seu smartphone travar, você vai ter que buscar outras alternativas para reiniciá-lo, ou se a vida útil da bateria chegar ao fim, muito provavelmente a vida do seu smartphone vai junto com ela (a não ser que você mande o dispositivo para a assistência técnica para a troca da bateria, mas em 90% dos casos, isso não vale a pena).

No caso das baterias removíveis, a escolha também é feita baseada no projeto geral do fabricante para aquele smartphone. Uma das vantagens mais significativas está no fato de você poder trocar a bateria quando a original se esgotar, ou até mesmo colocar uma bateria com maior quantidade de mAh, para aumentar o tempo de autonomia do dispositivo. Sem falar que, em caso de travamentos mais sérios, basta remover a bateria, instalar novamente, ligar o smarthone, e pronto.

Em linhas gerais, os dois formatos funcionam da mesma forma, se diferenciando nas características citadas. Como nos dias de hoje o Android só trava feio se o usuário fizer uma besteira muito grande, tudo passa a ser uma questão de escolha individual, analisando as necessidades de uso.

Entendo que as duas contam com vantagens e desvantagens. Particularmente, meus últimos smartphones contaram com baterias fixas, e não senti nenhuma grande desvantagem nesse aspecto. Até porque me incomoda o fato de ficar removendo e recolocando a bateria do smartphone de modo eventual. Sem falar que, hoje, dou mais prioridade para o dispositivo que me ofereça a maior autonomia de bateria possível. Logo, para o meu perfil de uso, eu prefiro as baterias fixas.

Mas não vejo nada de errado naqueles que querem usar baterias removíveis. O importante é ter um produto que atenda perfeitamente às suas necessidades.