Arquivo para a tag: e3

Steamboy será a primeira Steam Machine portátil

by

e3-2014-steamboy1

Se foi apresentado em algum lugar da E3 2014, não sabemos. Mas temos as primeiras provas de que é um projeto real. Um vídeo e uma página web que aloja praticamente todas as informações sobre o Steamboy, que foi concebida por uma empresa que nada tem a ver com a Valve, mas que pode ofertar a primeira Steam Machine portátil do mercado.

O console portátil vai funcionar com o Steam OS, abrindo assim as portas para ser compatível com o catálogo de jogos em desenvolvimento. E essa proposta até que pode surpreender.

Mesmo sem maiores detalhes de hardware, o vídeo acima mostra os conhecidos painéis hápticos, no lugar dos sticks ou pads direcionais. A aparência final do produto lembra uma Steam Controller com tela integrada.

A responsável pelo produto promete oferecer mais informações sobre o mesmo nos próximos meses, além de prometerem um dispositivo que conte com uma boa relação custo/benefício. Vamos esperar para ver.

steamboy_e3_2014_2 steamboy_e3_2014_3 steamboy_e3_2014_6

Via Steamboy

Mad Catz apresenta a sua nova linha de headsets para Xbox One

by

tritton-kaiken

A Mad Catz aproveitou a E3 2014 para apresentar a sua nova linha de headsets licenciados para o Xbox One. Os modelos Tritton Kunai, Kama e Kaiken foram desenvolvidos para serem usados durante as suas longas partidas com o console da Microsoft.

Sobre o primeiro modelo: o Tritton Kaiken é uma proposta monoauricular (foto acima), com microfone flexível, controles de volume de conversação e opção de mudo. Conta com adaptador para os fones do Xbox One e, ainda que não foram revelados os materiais de construção e seu peso, a Mad Catz garante que o produto é suficientemente cômodo para longas horas de jogo.

Disponível em tom preto e sem maiores detalhes além do relevo interno dos auriculares – detalhe que se repete nos outros modelos – na cor verde, para combinar com os detalhes do console.

trittonkama

O próximo é o Tritton Kama (foto acima), também com adaptador para o Xbox One incluso e microfone flexível. Seus alto-falantes com imãs de neodímio de 40 mm são igualmente confortáveis, e conta com diferentes controles de fácil localização para gerenciamento do volume do jogo, da conversa ou colocar tudo em silêncio.

tritton-kunai

Por último, o Tritton Kunai, que também oferece controles de volume e microfone flexível, com a diferença é que esse microfone é removível. Seus alto-falantes também contam com ímãs de neodímio de 40 mm, prometendo o máximo de conforto em longas seções de jogo. Também recebe um adaptador para os fones do Xbox One.

Preços: US$ 44.99 (Tritton Kaiken), US$ 59.99 (Tritton Kama) e US$ 79.99 (Tritton Kunai). Os novos fones da Mad Catz começam a ser distribuídos nos EUA no final do mês de julho, e não há previsão de lançamento para outros mercados.

Via Engadget

Especial | Nem sempre a E3 anunciou boas novidades para o mundo dos games

by

e3color1-small-para-podcast.jpg

Dizem que o primeiro passo para solucionar um problema é reconhecer que esse problema existe. E é isso o que vamos fazer nesse post: mostrar todos os conceitos problemáticos que a E3 tentou vender para todos nós.

Reconheça: a feira de Los Angeles é o local perfeito para que os fabricantes apresentem qualquer tipo de porcaria. E nós, iludidos e indefesos consumidores, podemos ver aquela nova tentativa de avanço tecnológico como se fosse a última Coca-Cola do deserto. Mas não é. E compramos a ideia. De forma estúpida.

Então, para que tais enganos não mais se repitam, vamos listar anúncios realizados no passado que prometeram mundos e fundos, mas que no final das contas, não entregaram nem 10% do prometido.

Duke Nukem Forever and Ever (E3 1998)

Duke Nukem Forever, um jogo que justificou o seu nome. Apresentado em 1998, só chegou ao mercado em 2011. Logo, era evidente que não ia dar certo. Se bem que até hoje encontramos pessoas defendendo esse jogo, que é basicamente o Chinese Democracy dos videogames (entendedores entenderão).

Gizmondo: o videogame portátil para quem viveu 20 anos em uma caverna (E3 2004)

gizmondo

Os criadores do Gizmondo viram um filão no mercado portátil… das pessoas que viveram em uma caverna nos últimos 20 anos. Eles se perderam no fiasco do N-Gage, ignoraram os bem sucedidos PSP e portáteis da Nintendo, e apresentaram… isso aí que vocês estão vendo na foto acima. Crônica de uma morte anunciada.

Killzone 2 (E3 2005)

Antes que a Sony fosse aplaudida em suas conferências – principalmente nos últimos dois anos, quando criticava a concorrência -, eles apresentavam estratégias mais ousadas para nos convencer que eles eram bons. Dessa forma, nos vendeu o PS4, com um Killzone 2 que viria melhor que alguns dos jogos que vemos hoje no PS3. Pouco depois, descobriram que tudo o que foi mostrado não era o jogo, e sim um vídeo com espírito de cortina de fumaça, apenas para aumentar o preço do seu console. Feio… muito feio, Sony.

O DualShock para caçar cangurus na Austrália (E3 2005)

dualshock

O Killzone 2 não foi o único deslize da Sony na E3 2005. O PS2 ainda vendia muito bem ao redor do mundo, e alguém lá dentro da empresa acreditou que um DualShock remodelado DESSE JEITO era uma boa ideia. Só que não: foi a mudança mais estridente possível, e que foi um fracasso completo, como você já deve imaginar.

Madden (in-game footage) (totally) (E3 2005)

2005 foi um ano bem ruim, certo? Pois é… se hoje a pior coisa do mundo dos games é a portabilidade de títulos de uma plataforma para outra, naquela época, apresentar um gameplay de um jogo era a verdadeira ruína para qualquer apresentação. A EA não só fez isso, como deixou claro para todo mundo que era um gameplay. Resultado: caíram na porrada em cima deles.

Red Steel Wii Hardcore Edition (E3 2006)

A Ubisoft apresentou ao mundo o Red Steel para o Nintendo Wii, que tinha um conceito que sempre soou melhor na nossa mente do que na prática: uma jogabilidade que exigia toda a habilidade do jogador, incluindo o fato de ser obrigado a ir para trás do sofá para executar um comando. Não… não foi algo tão bom assim…

Na falta do Dreamcast, vai de Sonic The Hedgehog (E3 2006)

A morte da SEGA afetou profundamente o futuro de suas franquias. E a E3 2006 marcou o fim das discussões entre os consoles da SEGA e da Nintendo quando um dos maiores símbolos dessa disputa, o Sonic The Hedgehog, começava a chegar nas plataformas concorrentes.

Lair: I Believe I Can Fly (E3 2007)

Com o Nintendo Wii faturando alto, os concorrentes tentaram apostar no segmento casual, mostrando as suas versões do futuro dos videogames. O Sixaxis do PlayStation chegou tarde ao mercado, e a ideia de controlar um dragão sem a ajuda de um joystick não só era uma burrice tremenda, mas também estava a quilômetros de funcionar como deveria.

Kinect: Project Natal Hanouka (E3 2009)

Não me entendam mal. É uma pena que a promissora proposta do Kinect se resuma na prática em mais uma tentativa de ser algo revolucionário. Veja o vídeo e tente identificar mais de duas opções que, tanto na primeira versão como na segunda versão do Kincet, acabaram se materializando. Resultado: em 2014, a Microsoft reconhece que é melhor um Xbox One sem Kinect do que com ele.

Wii Vitality Sensor, ou a aposta mais ousada de Iwata (E3 2009)

wiivitalitysensor

O Brain Training deu certo, o Wii Balance Board também, e a Nintendo pensou que a coisa de unir videogames e saúde seria uma ideia tão formidável, que eles deveriam apostar tudo nisso. Aí, eles lançaram o Wii Vitality Sensor, considerado o periférico definitivo nesse sentido. Deu tão errado, que depois de sua apresentação, a Nintendo nunca mais falou dele. Nunca mais.

Battle Tag: o passado, hoje (E3 2010)

A Ubisoft não tinha um console, ou um periférico revolucionário. O que fazer para compensar isso? Ora, se você não queria jogar na frente da TV, mas queria fazer exercícios, por que não o Battle Tag? Sim, eu sei, é confuso até para mim. E acho que nem a Ubisoft entendeu direito o que eles criaram.

Bioshock Infinite (E3 2011)

Vocês que me perdoem, mas o Bioshock Infinite que chegou às lojas era apenas 10% de tudo o que tentaram nos vender nas apresentações. O jogo era bom, mas não era nem a sombra do prometido.

Watch Dogs (E3 2012)

Watch Dogs era o jogo que nos vendeu a nova geração de consoles, e o resultado final decepcionou muita gente. O mítico trailer é o culpado pela moda dos downgrades, das falsas esperanças, e das decepções que muitos tiveram com o produto final.

E3 2014 | Especial: vencedores e perdedores da E3 2014

by

e3-2014-ps4-vs-xbox-one

Dizer qual é a nossa plataforma preferida, ou qual é o jogo que mais estamos esperando, é fácil. Difícil é dizer quem venceu ou perdeu com um evento do porte da E3. Nesse post, temos uma compilação das surpresas e decepções do evento. Na minha opinião, é claro.

Vencedores

Xbox One

A Microsoft aprendeu muito com as lições do ano passado. No lugar de apresentar um monte de serviços, apresentou esse ano um catálogo sólido de jogos interessantes (alguns deles impressionantes) para o Xbox One.

Nintendo

O Wii U pode não estar no mesmo nível de hardware do PS4 ou Xbox One, mas está bem claro que tem um público fiel. Pequeno, porém, fiel. Nessa E3, os japoneses não se esqueceram de suas franquias mais populares, e conseguiram entusiasmar os seus fãs e não tão fãs assim, mostrando que ainda sabem fazer um grande evento.

Halo Master Chief Collection

É assim que deveria ser todas as edições de colecionador de uma saga. A possibilidade de jogar com os motores gráficos originais ou melhorados, os mais de 100 mapas multitplayer, a seção de missões e outros elementos fazem de Halo Master Chief Collection uma declaração de amor aos fãs da série.

Os jogos independentes

Tanto Sony como Microsoft deram um pouco mais de destaque aos estúdios independentes. Não é para menos: jogos como Valiant Hearts ou No Man’s Sky são autênticas obras de arte, não deixando nada a desejar em relação aos trabalhos realizados por grandes estúdios.

As novas ideias no multiplayer

Se Titanfall teve tanto sucesso, é porque ele foi além do conceito de dois equipamentos diferentes, e adicionou componentes novos para aperfeiçoar a jogabilidade. Em 2014, temos dois jogos que chamaram a atenção por conta dos seus modos multiplayer: Sunset Overdrive no Xbox One, e Spplatoon no Wii U. Os dois apresentam ideias novas ao modo multijogador.

Perdedores

A conferência da Sony

Não esotu aqui criticando o catálogo dos japoneses, mas em um evento de videogames, o que eu quero ver são os jogos, e não assistir intermináveis apresentações corporativas ou de serviços. A primeira parte do evento da Sony foi brilhante. A segunda, foi terrível.

Kinect

A Microsoft anunciou recentemente o lançamento de um Xbox One sem Kinect, e já reconheceu que o periférioco consome recursos do console que poderiam ser dedicados a aumentar a qualidade gráfica. Para arrematar, os jogos para Kinect se destacaram pela sua ausência na apresentação da Microsoft na E3 2014. Ou seja, o Kinect é um dispositivo maravilhoso, mas o pessoal de Redmond precisa buscar uma forma de integrá-lo nos jogos que realmente interessem aos usuários.

Os vídeos, que de tão prévios, não são nem beta

Todo mundo gostaria de voltar a ver jogos em uma sequência cinematográfica, mas de uma sequência de trailer preview até a versão final do jogo temos meses e meses de intervalo. E se você não tem nada minimamente acabado para mostrar do jogo, é melhor não apresentar nada.

Os eternos projetos

Star Wars: Battlefront e Mirror’s Edge 2 são dois jogos promissores e muito esperados, mas vamos levar muito tempo escutando sobre eles, e isso cansa. Os vídeos desses jogos só conseguem fazer com que os gamers sonhem com aquilo que pode chegar ao mundo um dia, e no final das contas, temos a triste realidade que vamos passar um ano inteiro sem esses jogos, até a próxima E3. Ao menos a Sony teve a decência de não mostrar nada do jogo The Last Guardian.

E3 2014 | Uma olhada mais de perto no novo PS4 branco

by

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Sem um novo console para apresentar, a Sony recebe destaque na E3 2014 por apresentar uma nova versão do produto apresentado no ano passado. A nova opção de cor para o PlayStation 4 chegará no pack com o game Destiny, com lançamento previsto (lá fora) para o dia 9 de setembro.

Apesar de faltar muito tempo para encontrar um desses consoles no nosso mercado (se é que vamos encontrar), ao menos poderemos ver o produto com um pouco mais de detalhes. O pessoal do Engadget conseguiu registrar uma série de fotos que oferecem aos nossos leitores as primeiras impressões do console. Quem sabe você não se interessa em colocar um pouco de branco na sua vida, não é mesmo?

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA

E3 2014 | Todos os jogos apresentados pela Nintendo, em trailers oficiais

by

nintendo-e3-2014-event

Apesar de – mais uma vez – não realizar um evento ao vivo em um dos pavilhões da cidade de Los Angeles, a Nintendo não faltou na E3 2014. Para o evento, preparou uma transmissão através do YouTube, onde foi possível conhecer as novidades que chegarão ao Nintendo Wii U e ao Nintendo 3DS ao longo dos próximos meses.

Se você perdeu o evento ou simplesmente quer dar uma olhada com calma em todas as novidades, basta acionar os players a seguir.

E3 2014 | Nintendo anuncia o Amiibo, um sistema de realidade aumentada para o Wii U

by

amiibo

A Nintendo apresentou na E3 2014 o Amiibo, um sistema de realidade aumentada que usa figuras que são incorporadas ao controle do Wii U, que por sua vez contam com conectividade NFC para interagir com os jogos na tela.

Já vimos esse tipo de tecnologia em franquias como Skylanders ou Disney Infinity, e agora, a Nintendo aproveita essa ideia de forma mais ampla. A Nintendo explicou que a informação não só passa da figurinha para o console, mas o sentido inverso também é possível, permitindo o envio de informações de volta para a figura. Ou seja, os dados do personagem mudam a medida que o jogo avança, abrindo as portas para várias opções dentro dos cenários de jogo.

O Amiibo estará disponível para mais jogos da Nintendo, incluindo Mario Kart 8, Mario Party 10, Yoshi’s Wooly World e Capitan Toad Treasure Tracker, e a própria Nintendo alertou que Super Smash Bros é apenas o começo da adoção dessa tecnologia nos títulos do Wii U. A plataforma começa a ser comercializada no final de 2014, a tempo de participar das vendas de Natal.

 

Via Nintendo

E3 2014 | Os jogos multiplataforma mais esperados, em trailers oficiais

by

batman-arkham

Nem só de títulos exclusivos vive a E3 2014, felizmente. Títulos que poderão ser jogados pelos proprietários do PS4 e do Xbox One foram apresentados, mostrando que o mundo dos games pode ser democrático, oferecendo o mesmo entretenimento para donos de diferentes videogames. Nesse post, você confere os trailers de alguns dos títulos mais esperados – se algum jogo importante estiver faltando nessa lista, ele será adicionado em um momento posterior.

Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

Assassin’s Creed: Unity

Tom Clancy’s The Division

Destiny

Batman Arkham Knight

Far Cry 4

Evolve

Fifa 15

Dead Island 2

The Crew

Ori and the Blind Forest

E3 2014 | A Steam Machine da Alienware começa a ser vendida no final de 2014, a partir de US$ 550

by

650_1000_2421979-8458010723-alien

Ainda que a Valve tenha decidido atrasar a venda de sua Steam Machine, outros fabricantes seguem adiante com os seus lançamentos. É o caso da Alienware, que está preparando o seu pequeno PC “Alpha” com o modo “Big Picture Mode” (BPM) para uso na TV ativado como padrão.

O problema é que o BPM ainda não funciona muito bem para identificar os jogos que podem funcionar com os controles, sem falar que o controle oficial da Valve não estará disponível até o seu lançamento. Por isso, o Steam Machine da Alienware virá com um controle do Xbox 360 e uma personalização do modo BPM, para que isso não represente maiores complicações.

Ainda que o BPM possa ser utilizado desde já, ele ainda exige um teclado e mouse para algumas ações, como iniciar o serviço Uplay da Ubisoft. Em todo o caso, o melhor seria poder utilizar o sistema como a Valve deseja. A Alienware foi questionada se será possível atualizar a compra uma vez que o controle oficial estiver disponível. A resposta foi: “falta muito tempo para isso acontecer, e não tomamos uma decisão sobre o assunto”.

Algo curioso foi compartilhado por Bryan de Zayas, gerente de marketing da Alienware. O console “Alpha” de sua empresa foi citado como “a Steam Machine ideal” por ninguém menos que Gabe Newell, chefe da Valve. O motivo é que a Alpha inclui portas HDMI pass-trough, que são menores que a dos demais consoles, e inclui uma conexão gigabit ethernet e outra de áudio óptico.

Além disso, com um preço de US$ 550 (para a versão com Core i3), o produto é bem econômico, podendo ser utilizado com vídeos a 1080p/60 FPS. Nada mal… mesmo.

Via Engadget

E3 2014 | PS4 de cor branca com o pack Destiny será lançado em 9 de setembro

by

ps4-white-e3-2014

É um clássico da E3. Levando em conta que nessa edição do evento não teremos o lançamento de um novo console (o PlayStation TV não conta – foi anunciado no ano passado), a Sony aproveitou a oportunidade para apresentar o seu novo modelo de PS4 na cor branca, que chegará ao mercado norte-americano no dia 9 de setembro, em forma de um pack, junto com o esperado jogo Destiny.

O console vai contar com um disco rígido de 500 GB, um atraente design com a cor “branco glacial”, contando também com o DualShock 4. O pack inclui ainda um bônus de 30 dias para o PlayStation Plus, e ainda que o lançamento já tenha data para acontecer, não há detalhes sobre o seu preço oficial (imagino que não deve se distanciar muito dos packs encontrados no mercado nesse momento).

Também não foram reveladas maiores informações sobre o seu lançamento em outros mercados.

 

Via Engadget

E3 2014 | PlayStation TV chega ao mercado dos EUA no final de 2014, por US$ 99

by

playstation-tv

Um discreto lançamento para o mercado japonês no final de 2013 será lançado em outros mercados no final de 2014. O que antes se chamava Vita TV agora responde pelo nome PlayStation TV, e vai desembarcar no mercado norte-americano para o Natal desse ano.

A Sony anunciou na E3 2014 que o console PlayStation TV vai chegar ao mercado dos Estados Unidos aproximadamente um ano depois que começou a ser vendido no Japão. Estará disponível por lá em dois packs diferentes: o console, por US$ 99, e um pack com o console, um DualShock 3, um cartão de memória e um jogo, por US$ 139.

Não devemos confundir esse produto com o PlayTV do PS3, que realizava tarefas mais relacionadas com a sintonização, gravação e gerenciamento de canais de TV do que com as atividades do videogame. Até agora, não há nenhuma informação sobre a sua chegada na Europa e/ou na América Latina.

 

Via Gizmodo

E3 2014 | Em breve, o PS4 poderá enviar vídeos diretamente para o YouTube

by

650_1000_ps4-youtube

Durante a sua apresentação de ontem (09) na E3, a Sony anunciou novas funcionalidades da PlayStation Network, e uma delas fala diretamente ao PlayStation 4, que passa a contar com a capacidade de compartilhar os vídeos das partidas diretamente para o YouTube.

Não foram dados maiores detalhes sobre a função exceto pelo detalhe que tudo vai funcionar pelo botão share (compartilhar), e automaticamente os vídeos de nossas partidas poderão ser enviadas para o serviço de streaming de vídeos. Também não foi revelada uma data de disponibilidade, nem se existirá a possibilidade de realizar streamings de partidas (que pode ser feito hoje via Twitch, que é mais focado para um público mais hardcore).

De qualquer forma, o YouTube já deve fazer muito felizes todos aqueles que gostam de enviar para os amigos as suas performances.

Via Engadget

E3 2014 | Todos os jogos apresentados pela Microsoft, em trailers oficiais

by

13933464149_ea7f0b4342_o

A Microsoft realizou hoje (09) o seu evento de imprensa na E3 2014, e prometeu no começo do evento que focaria todas as suas novidades nos jogos. Bom, pela quantidade de trailers apresentados e demos realizadas no palco, podemos dizer que o pessoal de Redmond cumpriu com essa missão.

A seguir, entregamos uma larga lista de vídeos, para que você possa revisar com calma os jogos apresentados no evento, sem perder nenhum detalhe dos jogos que serão lançados nos próximos meses. Também estão adicionados os jogos desenvolvidos no projeto ID@XBOX. Divirta-se!

>

Nintendo anuncia um adaptador do GameCube para o Wii U

by

wii-u-adaptador-gamecube

O vídeo publicado pela Nintendo para promover a sua participação na E3 2014 esconde uma pequena surpresa: um adaptador que permite a conexão de até quatro controles do GameCube ao Nintendo Wii U. Esse acessório vai agradar e muito aos futuros jogadores do Super Smash Bros do Wii U, que será anunciado no evento, e isso mostra claramente qual é a estratégia da Nintendo para se recuperar no mercado de games.

Seja como for, o adaptador é real, e conheceremos mais detalhes sobre ele na coletiva da Nintendo. Ele deve vir acompanhado de um novo controle em edição especial Super Smash Bros. Abaixo, o vídeo que mostra as primeiras imagens do adaptador, e os detalhes da apresentação do jogo para Wii U.

 

Via @NintendoAmerica

Sony vai exibir seu evento na E3 2014 em salas de cinema dos EUA e Canadá

by

playstation-e3-experience

Os gamers residentes nos Estados Unidos e Canadá poderão acompanhar o evento da Sony na E3 2014 no cinema. A gigante japonesa preparou um evento especial em mais de 40 salas de cinema dois dois países, onde eles vão retransmitir ao vivo o evento a ser realizado em Los Angeles.

Além disso, a audiência poderá conferir 30 minutos de conteúdos extras, que não serão exibidos na apresentação, além de entrevistas com os principais desenvolvedores. Os interessados em participar do evento terão que se registrar em uma página especialmente preparada para o evento.

Aqueles que não podem comparecer nas salas determinadas (ou que moram em outros países) poderão conferir o evento através da internet, via streaming. A seguir, o vídeo de apresentação da PlayStation E3 Experience. E… cá pra nós: não seria uma má ideia se a Sony repetisse essa iniciativa em outros países, não é mesmo?

 

Via EventGrid

Retro-bit mantém viva a lembrança do Nintendo 64, com o seu novo controle sem fio

by

n64

O pessoal da Retro-Bit é o responsável por esse novo controle sem fio e programável, que foi apresentado durante a E3 2103. O produto chega disposto a conquistar os corações dos fãs do Nintendo 64, que são incapazes de deixar os seus consoles inativos, adotando de vez os emuladores.

O site Joystiq teve acesso ao controle, e informa que a sua qualidade de construção é elevada, apesar de não chegar ao nível estabelecido pelo hardware original da Nintendo. O stick analógico não oferece a mesma resistência, contando com a mesma qualidade de um controle genérico.

O seu funcionamento é muito bom, sem nenhum problema de latência em jogos como Super Smash Bros, com a vantagem que o receptor sem fio (foto abaixo) incorpora um slot para cartões de memória ou kits de vibração (que você não deve perceber nas mãos durante os jogos, mas oferece sinais acústicos em alguns títulos).

A Retro-Bit pensa em lançar esse controle sem fio para o Nintendo 64 nos próximos meses, e tem preço sugerido de US$ 30. A fabricante está desenvolvendo novos controles sem fio para outros consoles do passado, como Mega Drive, NES e SNES.

n642

Via

Mad Catz mostra pela primeira vez o M.O.J.O., o seu “micro console” Android

by

mad-catz-project-mojo-001

Era de se esperar que a Mad Catz revelasse o seu novo projeto na E3 2013, e as previsões se cumpriram. A fabricante, que já havia confirmado a existência do seu console Android, mostrou na feira de videogames mais importante do ano o seu novo dispositivo, o M.O.J.O..

Como era de se imaginar, as especificações técnicas do produto não foram reveladas. Até onde foi possível saber, o M.O.J.O. conta com suporte Bluetooth 4.0, duas portas USB, uma porta micro-USB, saída HDMI, conector de fones de ouvido e slot para cartões microSD. O produto chegará ao mercado acompanhado do controle C.T.R.L-R (ou control R), que pertence à sua nova família de periféricos GameSmart.

Até que novos dados apareçam, você fica com as fotos oficiais do produto.

mad-catz-project-mojo-002 mad-catz-project-mojo-004 xmad-catz-project-mojo-006.jpg.pagespeed.ic.vm-lohltyO mad-catz-project-mojo-007 xmad-catz-ctrlr-black-001.jpg.pagespeed.ic.SUv6iS5ZLE mad-catz-ctrlr-white-001 xmad-catz-ctrlr-red-001.jpg.pagespeed.ic.BXu-2nKeG_

Via Engadget

Os pontos da Microsoft Points serão convertidos em dinheiro “de igual ou maior valor que na Marketplace”

by

microsoft-points-foto-reproducao

Uma das boas notícias vindas da Microsoft nessa E3 2013 foi o fim dos Microsoft Points, uma vez que essa moeda eletrônica foi fonte de confusão entre diversos usuários (e também não foram poucos aqueles que reclamavam do fato de sempre achar que estavam gastando a mais do que gostariam – ou deveriam). Com o seu fim anunciado, a pergunta que ficou por ser respondida era: o que aconteceria com o saldo restante em nossas contas do Xbox Live?

A resposta veio. Um representante da Microsoft respondeu para o pessoal do site Joystiq que “quando a transição se tornar efetiva, o saldo de pontos em uma conta será retirado, e o cliente receberá o valor em crédito na sua moeda local, com um valor igual ou maior, na Marketplace.”

Devemos deixar claro que o novo saldo estará disponível na loja da Microsoft, e poderá ser usado para adquirir produtos apenas vendidos na loja (ou seja, não haverá reembolso via cheque ou créditos no cartão de crédito utilizado para a compra dos MS Points). Por outro lado, se você ainda tem dúvidas sobre as taxas de câmbio do MS Points para o Real, devo te tranquilizar dizendo que os pontos da Microsoft não sofrem de hiperinflação, como acontece com o Bitcoin: a taxa de conversão estimada é algo entre US$ 1 para cada 80 pontos. E isso vem valendo desde o lançamento dessa plataforma de pagamentos.

Via Joystiq

Ford Mustang volta às telas no filme inspirado no game Need for Speed

by

Ford-Mustang-from-Need-For-Speed

A Ford apresentou em Los Angeles, o Mustang especial criado para o filme “Need for Speed”, grande sucesso dos videogames que será levado para as telas do cinema em março de 2014. Durante a realização da E3 Expo na Califórnia, a Ford e a DreamWorks Studios anunciaram essa parceria exclusiva para a produção do filme, que terá ainda outros veículos da marca.

O filme é baseado na popular série Need for Speed, um dos jogos de corrida de maior sucesso do mundo, com mais de 140 milhões de unidades vendidas. O filme é estrelado por Aaron Paul (que atuou em “Breaking Bad”), Dominic Cooper (“Captain America”), Imogen Poots (“Fright Night”) e Michael Keaton (“Batman”) e tem a direção de Scott Waugh. Aaron Paul participa de um live streaming exclusivo para falar sobre o filme esta noite, às 20h. O evento pode ser acompanhado no link: http://bit.ly/19JUw1a.

O Mustang criado pela Ford para o filme terá uma presença marcante na história. Ele exibe uma carroceria de design exclusivo, rodas especiais de liga leve de 22 polegadas e entradas de ar maiores para alimentar o motor V8 supercharger, alojado sob seu capô clássico de dupla seção.

A parceria foi anunciada por Stacey Snider, sócio e co-presidente da DreamWorks Studios, e Jim Farley, vice-presidente executivo de Marketing, Vendas e Serviço Global da Ford. Criada em 2009, a empresa cinematográfica DreamWorks é liderada por Steven Spielberg e Stacey Snider em parceria com The Reliance Anil Dhirubhai Abani Group.

O filme marca o retorno das grandes produções da cultura automotiva dos anos 1960 e 70, explorando o mito americano da estrada aberta de maneira empolgante. A história retrata uma travessia quase impossível dos heróis pelo país, que começa como uma missão de vingança e acaba se tornando uma jornada de libertação.

“Need for Speed vai incorporar tudo o que os fãs dos filmes de corrida adoram – carros poderosos, corridas de rua perigosas e manobras alucinantes”, diz Scott Waugh. “É uma história recheada de adrenalina que vai manter os expectadores presos na poltrona.”

“Need for Speed é uma história com raízes na cultura americana e o Ford Mustang foi uma escolha óbvia quando selecionamos o carro para o filme”, diz Snider. “Com sua história de 50 anos no cinema, o Mustang é um parceiro perfeito para o ator Aaron Paul. Somos privilegiados em ter um parceiro como a Ford e o seu Mustang trabalhando conosco neste filme.”

A Ford também forneceu à produção um caminhão F-450, chamado no filme “The Beast”, além de outro Mustang projetado especialmente para transporte da câmera nas filmagens, que permite a captação de cenas das corridas de um modo novo e surpreendente.

O próximo game da série, “Need for Speed Rival”, será lançado em 19 de novembro próximo para as plataformas Xbox 360 da Microsoft, PlayStation 3 e PCs. Ainda este ano, ele estará disponível também para o sistema Xbox One da Microsoft e para o PlayStation 4.

Via Assessoria de Imprensa