Arquivo para a tag: comparativo

Mais um teste tenta descobrir qual é o iPhone mais rápido (incluindo o iPhone 7)

by

iphonr-comparision-parte-2

A cada novo iPhone lançado, a Apple faz um comparativos das especificações do novo modelo com os dispositivos anteriores. Mais pela curiosidade.

Porém, os dados precisam ser levados em conta quando vemos a diferença de desempenho em estado bruto, sem analisar as diferentes particularidades de um iPhone 7 com os modelos das primeiras gerações.

É impossível fazer um comparativo totalmente preciso e absolutamente justo entre todos os iPhones já lançados, mas o pessoal do EverythingApple Pro lançou um vídeo bem completo que ilustra bem essa diferença de desempenho bruto entre os modelos.

O vídeo tem um comparativo de tempos de inicialização, desempenho sintético e outros testes interessantes, que em alguns casos são limitados a modelos específicos, como por exemplo a resposta do leitor biométrico.

Vídeo a seguir.

 

 

Via SlashGear

PS4 vs PS4 (2016) vs PS4 Pro: o que mudou?

by

ps4-vs-ps4-pro

Habemus novos consoles PS4.

A Sony apresentou uma nova edição do PS4 tradicional (até então conhecido como Slim) e o PS4 Pro (antes PS4 Neo). Dois novos consoles que substituirão o modelo atual, lançado no final de 2013.

Pois bem… quais são as diferenças entre os novos modelos? E quais são as semelhanças? E as diferenças desses do modelo anterior? Esse post elimina as dúvidas.

E ajuda a responder a pergunta: vale a pena atualizar?

E digo desde já: é uma pergunta difícil de responder…

As principais diferenças entre o PS4 e o PS4 (2016)

 

ps4-vs-ps4-pro-02

 

Comparando o PS4 (2013) com o PS4 (2016), não temos grandes mudanças, mas alguns detalhes são interessantes.

A Sony aproveitou a segunda edição do console para reduzir o tamanho e o peso. O novo PS4 é mais baixo e estreito que o antecessor.

Nos aspectos internos, temos três mudanças fundamentais.

A porta ótica foi removida. Em compensação, chegou o WiFi ac, Bluetooth 4.0 e o USB 3.1, além de fazer uma melhor gestão de potência e redução de consumo de energia.

Também é preciso ressaltar a diferença em preço.

O PS4 original chegou ao mercado por US$ 399. Já o novo PS4 (2016) custa US$ 299.

Do mais, os dois consoles compartilham as mesmas especificações.

 

As principais diferenças entre o PS4 e o PS4 Pro

 

ps4-vs-ps4-pro-03

 

O PS4 Pro é maior e mais pesado. Mantém a mesma CPU que a versão atual, mas com uma GPU melhor (de 4.20 TFLOPS), oferecendo maior qualidade de imagem. Melhro que o PS4, mas ainda sem oferecer um 4K nativo.

O salto de qualidade também será observado no consumo de potência, que vai para 310W, e a USB passa a ser USB 3.1 (com três portas, e não duas), e o Bluetooth será 4.0 LE.

Não vai incluir um reprodutor de Ultra HD Blu-ray, mas mantém o mesmo reprodutor Blu-ray dos demais modelos.

O PS4 Pro tem preço inicial sugerido de US$ 399, com 1 TB de armazenamento.

LG V20 vs Samsung Galaxy Note 7: um comparativo em números

by

LG V20 vs Samsung Galaxy Note 7

LG e Samsung estão em evidência no mercado de smartphones, por conta dos seus lançamentos recentes de smartphones. LG V20 e Samsung Galaxy Note 7 estão relativamente próximos nas suas especificações, e esse post faz um breve comparativo com os números dois dois dispositivos premium.

LG V20 e Samsung Galaxy Note 7 agregam valor, cada um do seu jeito….

 

LG V20 teaser

 

Tanto o LG V20 como o Samsung Galaxy Note 7 estão em níveis técnicos similares.

As similaridades começam na tela de 5,7 polegadas (QHD, 2560 x 1440 pixels), mas com diferenças importantes nos seus detalhes, o que agrega valor a cada um dos produtos.

O phablet da Samsung possui uma tela Super AMOLED curva nas duas laterais, com funções extras como acesso aos contatos e aplicativos mais usados. Mesmo assim, seu principal apelo é estético.

 

samsung galaxy note 7 teaser

 

A grande melhora do Galaxy Note 7 nesse aspecto vem da S Pen, lápis ótico incluso que permite escrita à mão e a execução de várias ferramentas adicionais, como o Air Comnand que traduz textos e amplia uma área da tela. O acessório diferencia o Note 7 dos demais, o transformando em uma ferramenta focada para a produtividade.

Já a LG tem como principal característica do LG V20 a tela dual.

A faixa de tela adicional acima da tela principal tem um princípio similar à tela edge, mas é sempre visível. É uma espécie de extensão da barra de notificações, onde vemos alertas recebidos ou área de acesso para os aplicativos mais usados. Além disso, a LG aposta na parte de som, com um chip Quad DAC de 32 bits, mas que só funcionam bem com fones de ouvido de qualidade.

 

…Também no design

 

LG V20 teaser 02

 

A Samsung segue mantendo o design de metal e cristal apresentado no Galaxy S6, mas melhorando não apenas na estética, mas também na resistência. O Note 7 pode ser submergido na água.

Já o LG V20 te um chassi que combina metal e silicone, contando com uma certificação de resistência militar que evita danos em quedas.

A opção de remover a bateria é outro detalhe onde LG e Samsung se diferenciam.

O Note 7 conta com um design monobloco que não permite o acesso ao interior do smartphone, enquanto que a LG aposta em uma traseira removível, dando a opção de substituir a bateria se necessário. Por outro lado, os LG & Friends presentes no LG F5 ficam de fora.

A guerra pelas especificações

 

samsung galaxy note 7 teaser 02[

 

Hoje, é preciso ter um perfil técnico a altura, e nos casos do LG V20 e do Note 7, os dois cumprem com essa premissa. Em pontos como processador e RAM, os dois modelos estão em um nível similar.

O LG V20 possui sistema operacional Android 7.0 Nougat e suas novas funções, mas esperamos que o Note 7 se coloque no mesmo nível em breve. Por enquanto, não há data de quando isso vai acontecer.

As câmeras são outro ponto essencial, e aqui o Samsung Galaxy Note 7 chega em vantagem, ao contar com a mesma câmera do Galaxy S7, uma das melhores de 2016. Por sua parte, a LG repete o conceito visto no LG G5, com um sensor dual traseiro que entrega excelentes resultados.

De qualquer forma, tanto o LG V20 como o Samsung Galaxy Note 7 são smartphones excelentes, que devem atender aos usuários mais exigentes. Independente da escolha, ela tende a ser uma das melhores do mercado atual.

Teste de queda: Galaxy S7 vs Galaxy S7 Active

by

Samsung-Galaxy-S7-Active-vs-Galaxy-S7-drop-test

O Samsung Galaxy S7 Active é uma realidade, mas está disponível de forma limitada. Mas isso não impediu que aparecesse os primeiros vídeos que comparam a sua resistência com o Galaxy S7 padrão.

O vídeo desse post é um dos mais interessantes, e não apenas pela sua simplicidade, mas principalmente pela sua efetividade no comparativo entre os dois modelos, apostando nas quedas a partir de diferentes ângulos e posições. No final do vídeo, temos um teste de resistência bem extremo, expondo os dois modelos ao limite.

Sabemos que nem é preciso ver o vídeo para imaginar que o Galaxy S7 acaba levando a pior logo na primeira queda, e é normal que isso aconteça, uma vez que esse modelo também está revestido de cristal, tal e como acontece com o Galaxy S6. Porém, o comparativo nos permite responder a uma pergunta clara e simples: o Galaxy S7 Active está a altura das expectativas?

Não queremos acabar com a surpresa do amigo leitor. Por isso, não vamos falar mais nada. Só convidamos você a assistir o vídeo até o final, e que preste muita atenção no último minuto do vídeo, já que é a parte mais importante, oferecendo o maior volume de informações.

Vale lembrar que a única diferença entre o Galaxy S7 Active e o Galaxy S7 normal é o acabamento reforçado do primeiro modelo, já que nas especificações técnicas os dois modelos são idênticos.

Vídeo a seguir.

 

Via SlashGear

Lumia 950 XL vs Galaxy S7, em duelo de gravação de vídeos

by

Lumia 950 vs Galaxy S7

Comparar um smartphone de 2015 com um de 2016 pode não ser algo justo, uma vez que o mais novo tende a ser sempre melhor. Mas levando em conta que o Lumia 950 XL foi uma referência pela qualidade geral de sua câmera, o vídeo comparativo com o sensor do Galaxy S7 é algo bem interessante.

Antes de mais nada, é preciso deixar claro que os dois smartphones alcançam resultados realmente bons, a ponto de confirmar uma realidade simples: hoje, um smartphone top de linha consegue cobrir sem problemas as necessidades dos usuários que querem fotos e vídeos com um bom nível de qualidade sem a necessidade de recorrer à soluções dedicadas.

Dito isso, o Lumia 950 XL conta com um problema com a velocidade do ajuste do foco automático, detalhe que é perceptível em várias cenas, e que foi o grande culpado em fazer com que o dispositivo perdesse o comparativo contra o Galaxy S7, pelo menos de acordo com os votos dos usuários, que escolheram o modelo da Samsung em mais de 70% dos casos.

Mas isso não quer dizer que o Lumia 950 XL não conte com aspectos que superem o Galaxy S7. Sua câmera frontal é a melhor que podemos encontrar hoje no mercado de smartphones, superando inclusive os testes realizados com o HTC 10, detalhe que conta muito a favor do dispositivo da Microsoft.

Também é preciso levar em consideração que sobre a fidelidade e vivacidade na representação de cores, assim como no balanço de branco, o Lumia 950 XL se mostra claramente superior em relação ao Galaxy S7, o que unido ao detalhe anterior o coloca como um dos smartphones com o melhor conjunto de câmeras do mercado.

 

Via Winbeta

Em teste de uso real, o iPhone 6s Plus derrota o Galaxy S7 Edge

by

Samsung Galaxy S7 Edge vs iPhone 6s Plus

Um teste comparativo mostra como um iPhone 6s Plus supera em experiência de uso real um Galaxy S7 Edge, apesar do processador do segundo (o Snapdragon 820) ter um melhor desempenho que o Apple A9 em testes sintéticos.

Mais uma vez o ecossistema fechado e as otimizações do iOS são essenciais nesses testes, o que demonstra que não importa tanto o número de núcleos ou a quantidade de RAM do smartphone, mas sim como ele bem consegue aproveitar esses elementos.

Em geral, os resultados desse teste colocam os smartphones na seguinte classificação: iPhone 6 Plus, Galaxy S7 Edge, Nexus 6P e Moto X Pure Edition. É chamativo ver que, ao tentar repetir o teste com o Galaxy S7 Edge, o contador de tempo se reiniciava constantemente e voltava a zero, com se fechasse automaticamente, o que torna impossível a sua repetição, levando ao responsável pela análise a se perguntar se será um simples erro de sistema ou se tinha algo a ver com os possíveis problemas de temperatura no Snapdragon 820.

Vídeo a seguir.

 

Via Fudzilla

Samsung Galaxy S7 Edge vs iPhone 6s Plus: o duelo

by

Samsung Galaxy S7 Edge vs iPhone 6s Plus

Em 11 de março, o Samsung Galaxy S7 Edge vai chegar ao mercado de vários países, com sua tela de 5.5 polegadas que o coloca para competir diretamente no mercado de phables, e com os modelos top de linha desse segmento. Um dos seus grandes rivais será o iPhone 6s Plus, e esse post faz um comparativo entre os dois modelos.

 

5.5 polegadas, com diferenças extras

iphone-6s-plus

A tela do iPhone cresceu, alcançando as 5.5 polegadas no iPhone 6s Plus. Para muitos, já é o mínimo para se exigir de um smartphone para fazer muitas coisas de forma cômoda, além de ter um extra de autonomia de bateria. O Galaxy S7 Edge tem as mesmas 5.5 polegadas. Mas as similaridades entre os dois modelos nesse aspecto acabam aqui.

As diferenças são grandes em todo o resto. O Galaxy S7 Edge segue a linha já vista nos modelos S6 e Note, com um Super AMOLED que deixa um contraste máximo, colorido intenso e a curva dupla de tela, além de uma resolução superior, com mais de 100 ppp de diferença em relação ao painel da Apple (534 ppp, contra 401 ppp). A tela IPS do iPhone sempre se posicionou como uma das melhores do mercado. Porém, diante da proposta da Samsung, é inegável a superioridade dos sul-coreanos.

O que a Samsung não consegue é dar mais valor no toque da tela. O iPhone 6s Plus conta com a tecnologia 3D Touch para poder realizar ações e interações com a sua tela. Esse passo era esperado no Galaxy S7 Edge, mas isso não aconteceu. Por outro lado, o modelo da Samsung conta com o Always On, que mostra informações mesmo com a tela bloqueada, como as horas ou notificações, e sem comprometer a autonomia de bateria.

 

Desempenho e bateria estendida de forma muito diferente

iphone-6s-plus-bateria

Desempenho nos números (enormes), mas a mesma potência no caminho da otimização. Ou melhor: o novo Exynos de 8 núcleos com 4 GB de RAM contra o Apple A9 dual-core com 2 GB de RAM oferecem desempenhos similares para o dia a dia. Olhando para os números, as diferenças entre os dois modelos são enormes, mas no final das contas, o desempenho real é o mesmo.

Já a memória interna, a história é outra. A Apple insiste nos 16 GB de armazenamento no seu modelo mais acessível, enquanto que a Samsung coloca como modelo básico os 32 GB. Se queremos mais capacidade no iPhone, a única saída é saltar para 64 GB ou 128 GB. A Samsung compensa isso com um slot para cartões microSD.

Na bateria, tudo muda. Para o mesmo tamanho de tela, a Samsung tem uma bateria de 3.600 mAh, contra 2.750 mAh do iPhone 6s Plus. No final, a autonomia de bateria deve ser muito similar, pois a capacidade superior do Galaxy S7 Edge é ocupada com uma tela com maior resolução e (teórica) menor otimização de hardware e software, algo que a Apple sempre mostrou como importante vantagem.

Outra coisa é a diferença em tudo o que acompanha essa bateria. A Apple conta com a sua porta Lightning proprietária, enquanto que o Galaxy S7 Edge aposta no microUSB. O modelo dos coreanos também conta com modo de carga rápida e sem fio.

 

Design

galaxy-s7-edge-design

Os dois modelos são uma herança absoluta dos modelos que os sucedem. No mundo Apple, estamos acostumados a isso. Na Samsung, o Galaxy S7 Edge estreia essa tendência.

Nas dimensões, pese o aumento de sua espessura e peso, o Galaxy S7 Edge mantém uma vantagem substancial em relação ao iPhone 6s Plus em tudo, exceto na espessura. Esse é talvez o item que menos afeta a experiência de uso com um phablet dessas dimensões. Altura e largura importam mais, e nesse ponto, o modelo da Samsung é um claro vencedor.

Se nos centrarmos no acabamento e aparência, é óbvio que tudo é uma questão de gosto. Mas de forma objetiva, o acabamento dos dois modelos são fantásticos. Os detalhes são importantes e são utilizados só materiais nobres como o metal ou o cristal. Talvez a sensação de robustez e resistência do iPhone seja um pouco superior com o novo alumínio presente em sua carcaça unibody.

Mais uma vez encontramos grandes diferenças nas constituições físicas dos dois modelos. No Galaxy S7 Edge, slot para cartões microSD e resistência à água, algo que nunca existiu no iPhone. Ampliar a memória interna base no smartphone da Samsung de forma simples e barata, com a proteção IP68 (submersão de até 30 minutos) agrega um grande valor para um smartphone que custa mais de 800 euros (no Brasil, ainda não tem preço anunciado).

Na integração e funcionamento do sensor de digitais, os dois modelos optaram por integrá-lo no botão de início na parte frontal do terminal. Também repetem a estratégia na colocação e acabamento dos botões de liga/desliga e volume.

 

Câmeras

camera-galaxy-s7-edge

O iPhone sempre foi considerado o rei do modo automático na fotografia digital, sendo também o líder da rebelião no movimento contrário à corrida dos megapixels. E o Galaxy S7 Edge chega como forte adversário nesse aspecto.

O Galaxy S6 Edge adotou no ano passado com uma resolução de 16 MP, com resultados muito bons. O iPhone 6s Plus possui 12 MP, a mesma resolução do Galaxy S7 Edge, que por sua vez tem um maior tamanho de sensor e algum outro detalhe técnico que leva vantagem em relação ao smartphone da Apple.

Aqui, temos que destacar a luminosidade. Os f/1.7 do Galaxy S7 Edge impressionam, além do tamanho do sensor. Em teoria, o modelo da Samsung deveria ter um comportamento superior ao do iPhone nas cenas com baixa luminosidade, enquanto que com luz suficiente e a melhora no desempenho do modo automático do Galaxy S6, os dois modelos se equivalem nesse sentido. E não podemos nos esquecer do foco melhorado do Galaxy S7 Edge.

No modo de vídeo, os dois smartphones gravam em 4K com boa estabilização, com a ajuda do modo OIS avançado. Na câmera frontal, os dois modelos contam com resolução de 5 MP. No software, a Apple aposta na sua já comprovada simplicidade. Já a Samsung inclui vários modos e ajustes, como controles manuais e as fotos em jpg e RAW.

 

Preços

Por fim, o preço. Aqui, as diferenças não são tantas, com o Galaxy S7 Edge podendo oferecer um preço mais competitivo no modelo de entrada (32 GB, slot para microSD) do que o modelo de entrada do iPhone 6s Plus (16 GB, sem expansão de armazenamento). Mas os dois smartphones são bem caros. Fato.

E aí? Qual é a sua escolha?

iOS 9.0.2 vs iOS 5.0.1: um comparativo de desempenho

by

jailbreak-ios-9

Um comparativo de desempenho direto entre o iOS 9.0.2 contra o iOS 5.0.1 dá argumentos aos usuários que afirmam que a otimização do software é cada vez menor, e que os sistemas operacionais e aplicativos anteriores funcionam melhor do que os atuais sobre o mesmo hardware.

Mas além dos testes de desempenho via benhcmarks (que podem levar a equívocos em algumas situações), o site iAppleBytes usaram duas unidades do iPhone 4s e instalaram as duas versões do iOS neles. O iOS 5.0.1 foi lançado em novembro de 2011, e o iOS 9.0.2 é a mais recente disponível pela Apple.

Deixando de lado que esta última está atualizada em parches de segurança e bugs, que oferece suporte para mais aplicativos e as últimas tecnologias adicionadas, os resultados são inequívocos: o iOS 5.0.1 funciona muito melhor em tudo o que se pode comparar, com inicialização na metade do tempo e mais rapidez em todos os aplicativos.

O vídeo a seguir não deixa dúvidas: se você tem um dispositivo antigo, pense duas vezes antes de atualizar o mesmo com as últimas versões do seu software, não só da Apple mas de todos os fabricantes. Nem sempre aquele que é promovido como “o melhor” é o mais conveniente.

 

Via iAppleBytes

Surface Book vs MacBook Pro: uma grande batalha

by

surface-book-vs-macbook-pro-13-2015

O Surface Book foi a grande surpresa do evento da Microsoft. O primeiro notebook da história da gigante de Redmond foi recebido com bons olhos pelo seu design híbrido, leveza, autonomia e desempenho. Mas inevitavelmente foi comparado com a concorrência.

O produto referência nesse caso é o MacBook Pro da Apple, um dos mais vendidos no setor, e um dos mais atraentes na informática atual. A vantagem do Surface Book em relação ao Surface Pro 4 é ser um ultrabook híbrido, e não um 2 em 1. Essa a grande diferença dificulta um comparativo direto com o MacBook Pro. A Apple se negou até agora a criar um portátil touch, confiando no iPad e com o novo iPad Pro, e isso não deve mudar em curto prazo. A não ser que as necessidades comerciais a forcem.

Dito isso, vamos fazer um breve comparativo entre os dois modelos.

 

Design, dimensões e autonomia

Deixando de lado a capacidade de uso do Surface Book como tablet em estado puro, o design dos dois produtos é contundente e convincente, com um acabamento premium digno de um top de linha. Os dois pesam exatamente a mesma coisa (1.58 kg), com dimensões parecidas. O Surface Book é mais espesso (22 mm, contra 18 mm do MacBook pro), mas por conta do sistema de dobradiças e design destacável.

Sobre a autonomia de bateria, a Microsoft promete até 12 horas de uso, o mesmo prometido pela Apple. Resta esperar os primeiros testes reais para comprovar esses números do Surface Book. No caso do MacBook Pro, os testes práticos se aproximam muito das especificações oficiais.

 

Tela

As telas dois dois produtos são excelentes, com quase o mesmo tamanho (13.5 polegadas, contra 13.3 polegadas). A tela do Surface usa a tecnologia PixelSense, e o MacBook Pro tem uma tela Retina. A resolução nativa e a densidade de pixels é maior no Surface (3000 x 2000 pixels, contra 2560 x 1600 pixels), mas as duas telas são mais que suficientes para consumo de conteúdo multimídia e produtividade.

 

Hardware interno

O Surface conta com a sexta geração de processadores Intel Skylake, algo que é esperado que a Apple faça no seu MacBook antes do final de 2015. Os dois notebooks oferecem um bom desempenho, com os chips Core i5 e i7, de acordo com a configuração. Curiosamente, os gráficos integrados dos chips Broadwell presentes nos MacBooks são melhores que os Skylake do Surface, apesar da Microsoft oferecer opcionalmente os gráficos dedicados da NVIDIA.

A capacidade de memória e armazenamento é a mesma nos dois: 8 ou 16 GB de RAM, e SSD a partir de 128 GB até 1 TB.

 

Portas e conectividade

O MacBook oferece duas portas Thunderbolt 2 e duas USB 3.0, e o Surface inclui duas portas USB Type-C. A Apple aposta na saída HDMI e a Microsoft em uma mini DisplayPort.

Os dois modelos oferecem conectividades WiFi ac e Bluetooth 4.0, além de suporte para leitor de cartões SD. O Surface conta com câmeras de 8 e 5 megapixels, enquanto que o MacBook só inclui a câmera FaceTime para videochamadas.

 

Sistema operacional e preço

Os dois modelos contam com as últimas versões dos seus sistemas operacionais (Windows 10 Pro e OS X El Capitan) É impossível uma comparação nesse aspecto. O melhor é aquele que atende ao seu gosto e necessidade. Vale lembrar que o MacBook pode rodar de forma nativa o Windows 10, com suporte oficial da Apple.

O preço-base do Surface Book é de US$ 1.499, enquanto que o MacBook Pro 13 Retina pode ser encontrado a partir de US$ 1.299. Os dois contam com configurações que se distanciam do uso convencional. A opção mais completa do MacBook (Core i7, 16 de RAM e 1 TB de SSD supera os US$ 2 mil, enquanto que o Surface Book mais potente custa US$ 3.1 mil.

Em troca, o usuário tem dois ultraportáteis sobressalentes (mas diferentes), capazes de satisfazer a qualquer usuário. No caso do Surface Book – e aqui está a sua grande diferença -, também terá um tablet profissional (com stylus incluído), graças ao seu design híbrido e tela touch.

 

SurfaceBook_MacBookPro

Um comparativo com os melhores anti-vírus para o Windows 7

by

Windows-7

O AV-TEST realizou um interessante comparativo que indica quais são os melhores anti-vírus para o Windows 7 disponíveis no mercado atual. O comparativo é válido pelo simples fato que, nesse momento, o Windows 7 continua liderando o mercado de sistemas operacionais para desktops, e com uma cômoda distância. E tudo indica que esse cenário não vai mudar a curto prazo.

A tabela abaixo avalia três grandes aspectos que influenciam na pontuação final de cada anti-vírus. Por um lado, temos o nível de proteção, enquanto que em segundo e terceiro lugar vemos o desempenho, e por fim, a facilidade de uso.

new-tests-reveal-the-best-antivirus-solution-for-windows-7-492760-3

Baseado nesses itens, as três melhores soluções de consumo geral são: BitDefender, Intel McAfee e Kaspersky Lab, enquanto que as soluções corporativas se posicionam em Trend Micro, BitDefender e Intel McAfee.

new-tests-reveal-the-best-antivirus-solution-for-windows-7-492760-2

Na outra ponta, as últimas posições são ocupadas pelas soluções de segurança da Microsoft e Quick Heal no consumo geral, e Microsoft e Seqrite em setor profissional.

Via Softpedia

Exynos 8890 vs Apple A9: como rendem esses SoCs

by

exynos

A Samsung está trabalhando no SoC Exynos 8890, um chip que deve estar presente no futuro Galaxy S7, cujo desempenho aproximado foi conhecido através de um vazamento na rede social chinesa Weibo.

O chip será extremamente potente, mantendo os oito núcleos divididos em dois módulos que utiliza o atual Exynos 7420, mas com uma frequência de 2.4 GHz e outras melhorias que conseguem aumentar o desempenho geral. O Geekbench mostra os primeiros resultados dessa SoC, que atingiu a marca de 2.304 pontos em desempenho mono-núcleo, e 8.038 pontos em desempenho multi-núcleo, números que comprovam essa potência toda.

Por outro lado, o A9 da Apple presente nos novos iPhone 6s alcança os 2.293 pontos em desempenho mono-núcleo, e 4.293 pontos em desempenho multi-núcleo. Fazendo uma comparação rápida, podemos ver que o SoC da Samsung é um pouco mais rápido do que o da Apple em desempenho mono-núcleo, enquanto que o desempenho multi-núcleo é aproximadamente 75% maior a favor dos coreanos.

Não resta dúvidas que o chip da Samsung será mais potente que o da Apple, mas devemos ter em mente que isso é absolutamente normal, já que na teoria o primeiro utiliza uma CPU de oito núcleos, e o segundo, apenas dois.

Via Neowin

Comparativo: Rise of Tomb Raider no Xbox One e Xbox 360

by

rise-of-tomb-rider

Um comparativo bem simples mostra as diferenças das versões para Xbox One e Xbox 360 do game Rise of the Tomb Raider. E as diferenças são visíveis, marcando uma distância importante entre ambas.

Devemos reconhecer que a versão para Xbox 360 ainda consegue entregar um resultado bem digno, principalmente levando em conta o tempo de vida da geração anterior do console da Microsoft (10 anos em 22 de novembro). O jogo roda sem problemas, com um resultado muito bom, mostrando a importância da otimização e da vontade de fazer isso, algo que claramente a Warner Bros precisa aprender o que é.

As imagens mostram que a versão para Xbox One possui uma maior riqueza de detalhes em geral, tanto nos personagens como nos cenários. Também apreciamos um maior realismo dos detalhes de Lara, algo que foi possível com o TressFX da AMD.

Rise of the Tomb Raider será um exclusivo temporário para o Xbox 360 e Xbox One, com lançamento previsto para 10 de novembro. Usuários de PC e PS4 terão que esperar até março de 2016.

 

Via NextPowerUP!

iPad Pro vs Surface Pro 3: concorrentes ou muito diferentes?

by

ipad-pro-1200-1

A Apple apresentou ontem (09) o seu iPad Pro, tablet de grande formato pensado para os profissionais. Especulado por anos, tudo indica que foi Steve Jobs que freou o seu desenvolvimento, por não gostar de um tablet muito grande e de canetas stylus, além de temer uma canibalização do iPad e dos seus portáteis MacBook Air.

Mas tudo muda nesse mundo, e cinco anos depois do lançamento do iPad original, temos esse novo tablet, que chega para cobrir uma lacuna que a Apple não tinha nada para oferecer ao se negar a lançar MacBooks com telas touch. Com o iPad Pro, eles pretendem competir com o segmento onde os PCs com Windows, tablets premium e conversíveis 2 em 1 dominam a preferência.

Nesse segmento, o Surface Pro 3 é um bom representante. Superado o fiasco do Windows RT (algo que teria resultado a saída de Steve Ballmer como CEO da Microsoft), eles conseguiram encontrar o ajuste fino no dispositivo que quer ser ‘o substituto dos computadores portáteis’, com um híbrido potente, versátil, atraente, bem conectado, compatível com os aplicativos x86 e com uma tela que equilibra produtividade e mobilidade.

Sem falar que, na mesma semana que o iPad Pro chega ao mundo, o Surface terá o suporte de gigantes do setor, como Dell e HP, abrindo as portas para a chegada de um Surface Pro 4, com o mesmo conceito, mas com a evolução dos processadores Intel Skylake e Windows 10.

Microsoft-Surface-Pro-3-11

Então, vem a pergunta: o iPad Pro é alternativa ao Surface Pro 3, ou eles realmente são muito diferentes, apesar do mesmo foco, design e objetivos?

Vamos tentar responder a esta e outras perguntas a seguir.

 

Tela e resolução

O iPad Pro tem uma tela levemente maior no tamanho ou resolução, com 12.9 polegadas (contra 12 do Surface Pro 3) e 2742 x 2048 pixels (contra 2160 x 1440 pixels). São telas excelentes para qualquer usuário.

 

Chipset

Aqui começam as grandes diferenças e a dificuldade de avaliar as duas opções, já que elas utilizam arquiteturas diferentes. A Apple aposta no ARM do novo SoC A9X de 64 bits e co-processador de movimento M9, prometendo grandes avanços no desempenho e gráficos, mas sempre comparado com os iPads já lançados. Já a Microsoft oferece chips Intel Haswell Core i3, i5 e i7.

 

Chassi e autonomia

Os dois tablets utilizam materiais premium. A Apple aposta no alumínio, e a Microsoft usa o magnésio. O iPad Pro é mais fino e leve que o Surface, com 0,69 cm de espessura e 713 gramas de peso. Também possui maior autonomia declarada (10 horas). Será menos que isso no uso real, mas é o aspecto onde a Apple tem a maior vantagem em relação à Microsoft, que precisa melhorar o Surface nesses pontos.

 

RAM

A Adobe chegou a anunciar que o iPad Pro tem 4 GB de RAM mas a Apple não confirma e nem revela a quantidade exata, enquanto que o Surface Pro 3 oferece 4 GB ou 8 GB de RAM. A Apple otimiza o sistema para trabalhar com o seu hardware, prometendo avanços no multitarefa com a tela dupla. Mas aqui é inegável que o potencial do Surface Pro é infinitamente maior.

 

Armazenamento

O iPad Pro está disponível apenas nas versões com 32 GB ou 128 GB, enquanto que o Surface Pro pode ser encontrado nas versões com 64, 128, 256 ou 512 GB em SSD.

 

Conectividade

A Apple oferece uma única porta Lightning, contra uma porta USB 3.0, outra mini DisplayPort e slot microSD do Surface. Os dois incluem WiFi 802.11 ac e Bluetooth 4.0 de série, além de banda larga LTE opcional.

 

Câmeras

O iPad Pro oferece uma câmera frontal (720p) e câmera traseira de 8 megapixels, enquanto que o Surface Pro integra dois sensores de 5 megapixels. Um aspecto pouco importante para as fotos, sendo mais útil para videochamadas.

 

Acessórios

Apesar das críticas de Jobs, um tablet focado na criação e produtividade precisa de um conjunto de acessórios. Para isso, o iPad Pro tem a Apple Pencil, uma caneta stylus que custa US$ 99, enquanto que a Microsoft inclui uma caneta no kit padrão do Surface Pro. Também temos a smart keyboard, base com teclado da Apple que custa US$ 169, mais cara que a Type Cover da Microsoft.

iPadPro_Smart_Keyboard

 

Sistema operacional e Aplicativos

O mesmo dito no item dos processadores serve para o sistema operacional. O iOS funciona perfeitamente nos dispositivos da Apple, mas é um sistema operacional móvel. Conta agora com o Microsoft Office e os apps da Adobe, além dos aplicativos empresariais da IBM, facilitando assim a sua entrada em empresas.

Já o Surface Pro 3 pode utilizar o Windows 10, e explorar todo o seu potencial com o grande leque de aplicativos na plataforma x86. O suporte multitouch limitado no Windows 7 foi muito melhorado no Windows 8, e está pleno no Windows 10.

 

Preço

iPad Pro e Surface Pro 3 custam o mesmo nas suas versões básicas: US$ 799. A partir daí, o modelo da Apple recebe um adicional do teclado e da caneta, enquanto que a Microsoft só cobra um a mais pelo teclado.

Nos EUA, o modelo top de linha do iPad Pro com 128 GB de armazenamento e LTE + Apple Pencil + Smart Keyboard custa no total US$ 1.347. Por esse preço, você pode comprar um Surface Pro 3 LTE Core i5, com 8 GB de RAM e 236 GB de SSD. Ou seja, a Microsoft oferece uma melhor relação custo-benefício, sempre levando em conta todos os aspectos que já mencionamos nesse post.

 

Conclusões

Os dois produtos são muito atraentes, mas é impossível indicar um vencedor claro. As diferenças na arquitetura de hardware, sistema operacional e aplicativos são grandes.

Os usuários da Apple que buscam algo mais do que o iPad Air oferecem vão escolher o iPad Pro, e os usuários adeptos do Windows vão apostar no Surface Pro 3 ou outras alternativas (Lenovo Yoga Pro, HP ElitePad), até mesmo o Samsung Galaxy Note Pro com Android, para quem busca um tablet premium e não tanto profissional.

A Apple cobre com o iPad Pro um espaço aberto pelo iPad Air e MacBook Air, mas ainda há muito mercado para o ecossistema Windows, ainda mais com um Surface Pro 4 a caminho. Talvez o novo tablet canibalize parte das vendas do Air, que já era utilizado nas empresas.

Mas ainda é tudo muito especulativo. Só o tempo vai dizer o que vai acontecer.

iPhone 6s Plus contra a concorrência (tabela comparativa)

by

iphone6s-6splus-topo

Se o iPhone 6s teve a coragem de desafiar alguns dos grandes lançamentos do mercado em 2015, o iPhone 6s Plus não poderia ficar atrás. O modelo maior dos novos iPhones da Apple chegam com configurações praticamente idênticas ao do seu irmão menor, mas em um corpo maior, para aqueles que gostam desse formato. Mas… como ele se sai diante dos últimos lançamentos da Samsung e Huawei? A tabela a seguir ajuda a responder.

 

iPhone 6s PlusSamsung Galaxy Note 5Huawei Mate SSamsung Galaxy S6 Edge+
Dimensões158.2 x 77.9 x 7.3 mm153,2 x 76,1 x 7,6 mm149,89 x 75,35 x 7,2 mm154,4 x 75,8 x 6,9 mm
Peso192 gramas171 gramas156 gramas153 gramas
Tela5,5 polegadas5.7 polegadas5,5 polegadas5,7 polegadas
Resolução1,920 x 1,080 (401 ppi)2.560 x 1.440 (518 ppp)1.920 x 1.080 (401 ppp)2.560 x 1.440 (518 ppp)
Tipo de telaIPS LCD, Retina HD com 3D TouchSuper AMOLED Quad HDSuper AMOLED com pressão sensorialSuper AMOLED, dual edge, Quad HD
BateriaND3.000 mAh2.700 mAh3.000 mAh
Armazenamento16 / 64 / 128 GB32/64 GB32/64 GB32/64 GB
Armazenamento externoNãoNãoSim (microSD até 128 GB)Não
Câmera traseira12 MP iSight, f/2.2, 1.22µm pixel size, OIS16 MP, f/1.9, LED flash13 MP OIS, dual LED Flash, filtro RGBW16 MP OIS, f/1.9, LED flash
Câmera frontal5 MP, f/2.25 MP, f/1.98 MP com flash5 MP, f/1.9
Vídeo4K4K a 30fps1080p4K a 30fps
NFCSimSimSimSim
Bluetoothv4.2v4.2 LEv4.1 LEv4.2 LE
SoCApple A9 com M9 integradoSamsung Exynos 7420HiSilicon Kirin 935Exynos 7420
CPUND2.1GHz + 1.5GHz octa-core2.2 GHz + 1.5 GHz, octa-core2,1 GHz + 1,5 GHz, octa-core
GPUNDARM Mali-T760 MP8Mali-T628 MP4Mali-T760MP8
RAMND4 GB3 GB4 GB
WiFidual band, 802.11a/b/g/n/ac MIMOdual band, 802.11a/b/g/n/ac802.11b/g/ndual band, 802.11a/b/g/n/ac
Sistema OperacionaliOS 9Android 5.1 + TouchWizAndroid 5.1.1 + EMUI 3.1Android 5.1 + TouchWiz
Outas característicasTouch ID de segunda geração, Apple Pay, Live Photo, Retina Flash, 3D TouchS-Pen, recarga rápida sem fio, leitor de digitaisSensor de digitais, tela com ‘pressão sensorial inteligente’ opcional, e acabamento ‘flutuante’, recarga rápida de bateriaDesign com bordas curvadas, leitor de digitais, recarga rápida sem fio

O iPhone 6s contra a concorrência (tabela comparativa)

by

iphone-6s-cores-700x881

Ontem (09), a Apple apresentou os seus novos produtos. iPad Pro, novo Apple TV (finalmente), iPhone 6s Plus… mas o foco de interesse desse post é o iPhone 6s.

O modelo foi atualizado, introduzindo importantes melhorias na tela, com a tecnologia 3D Touch, um processador mais potente e uma câmera com maior resolução e novas funções, entre outros recursos. Mas… tudo isso são suficientes para superar o Sony Xperia Z5, o Samsung Galaxy S6 ou o LG G4?

A tabela a seguir pode ajudar na resposta.

 

iPhone 6sSony Xperia Z5Samsung Galaxy S6LG G4
Dimensões138,1 x 67 x 7,1 mm146 x 72 x 7,3 mm143,4 x 70,5 x 6,8 mm153,9 x 76,2 x 6,1 mm
Peso143 gramas156,5 gramas138 gramas179 gramas
Tela4,7 polegadas5,2 polegadas5,1 polegadas5,5 polegadas
Resolução1.334 x 750 (326 ppp)1.920 x 1.080 (428 ppp)2.560 x 1.440 (576 ppp)2.560 x 1.440 (538 ppp)
Tipo de telaIPS LCD, Retina HD com 3D TouchIPS LCD, Triluminos DisplaySuper AMOLED Quad HDIPS Quantum
Bateria“1.715 mAh” (não removível)2.900 mAh (não removível)2.550 mAh (não removível)3.000 mAh
Armazenamento16/64/128 GB32 GB32/64/128 GB32 GB
Armazenamento externoNãoSim (até 200 GB)NãoSim (até 2 TB)
Câmera traseira12 MP iSight, f/2.2, 1.22µm pixel size23 MP, f/2.0 , LED flash, autofoco híbrido16 MP, LED flash16 MP, f/1.8, LED flash, HDR
Câmera frontal5 MP, f/2.2 com Retina Flash5 MP, HDR5.0 MP8 MP, f/2.0, OIS 2.0
Vídeo4K4K4K a 30fps4K a 30fps
NFC
Bluetoothv4.2v4.1v4.1v4.1 BLE
SoCApple A9 com M9 integradoQualcomm Snapdragon 810Samsung Exynos 7420Qualcomm Snapdragon 808
CPUND2 GHz, 1,5 GHz, octa-core2,1 GHz, 1,5 GHz octa-core1,8 GHz hexa-core
GPUNDAdreno 430ARM Mali-T760 MP8Qualcomm Adreno 418
RAM1 GB3 GB3 GB3 GB
WiFidual band, 802.11a/b/g/n/ac MIMOdual band, 802.11a/b/g/n/acdual band, 802.11a/b/g/n/acdual band, 802.11a/b/g/n/ac
Sistema operacionaliOS 9Android 5.1Android 5.0Android 5.1
Outras característicasTouch ID de segunda geração, giroscópio, barômetro, FaceTime HD, Apple Pay, Live Photo, Retina Flash, 3D TouchResistente à água, leitor de digitais, modo STAMINA de economia de energia e recarga rápida de bateriaAcelerômetro, barômetro, giroscópio, leitor de digitais, HDR em tempo realCarcaças traseiras intercambiáveis

Diferenças entre o novo Apple TV (2015) e o velho Apple TV (2012)

by

novo-apple-tv-2015

Por fim, um novo Apple TV chegou ao mundo. Foi uma longa espera, mas finalmente a Apple apresenta um novo equipamento multimídia. Agora, você quer saber se vale a pena trocar o seu velho Apple TV por esse, de modo que para tentar eliminar um pouco de suas dúvidas, temos esta tabela comparativa, que mostra as diferenças e similaridades com o seu antecessor.

 

Apple TV (2015)Apple TV (2012)
PreçoUS$ 149 e US$ 199US$ 69
Dimensões98 x 33 x 98 mm98 x 23 x 98 mm
Peso425 gramos272 gramos
Resolução720p, 1080p720p, 1080p
CPUApple A8Apple A5
GPUPowerVR GX6450PowerVR SGX543MP2
RAM1 GB512MB
Armazenamento interno32 / 64 GB8GB
WiFi802.11 a/b/g/n/ac802.11 a/b/g/n
Ethernet10/100 Ethernet10/100 Ethernet
Bluetooth4.04.0
PortasHDMI 1.4, USB Type CHDMI, óptica, USB
Sistema operacionaltvOSiOS 5
Codecs de vídeoH.264 1080p, MPEG-4 480pH.264 1080p, MPEG-4 480p, M-JPEG 720p
Codecs de áudioHE-AAC, AAC, MP3, Audible, Apple Lossless, AIFF, WAV, Dolby Digital 5.1, Dolby Digital Plus 7.1,HE-AAC, AAC, MP3, Audible, Apple Lossless, AIFF, WAV, Dolby Digital 5.1
Formatos de fotoJPEG, GIF, TIFFJPEG, GIF, TIFF
Conteúdos disponíveisiTunes, AirPlay, iCloud, Netflix, HBO Now, Hulu, Showtime, MLB, NBA, NHL, CNN, FOX, PBS Kids, ABC News, Disney Channel, ESPN, USA and moreiTunes, Netflix, NHL, NBA, MLB, AirPlay, iCloud, YouTube, Vimeo, Flickr, WSJ Live, internet Radio
AplicativosSimNão

Estas são as diferenças entre o iPhone 6s Plus e o iPhone 6 Plus

by

iphone-6s-iphone-6s-plus

Alguns proprietários do iPhone 6 Plus certamente já se perguntam se vale a pena trocar de smartphone depois do anúncio do iPhone 6s Plus. Esse post pode ajudar a eliminar suas dúvidas, comparando se os retoques interessantes do novo modelo são suficientes para justificar a troca de dispositivo. Para ver melhor as diferenças e similaridades com o seu antecessor, veja a tabela a seguir.

iPhone 6s PlusiPhone 6 Plus
Dimensões158.2 x 77.9 x 7.3 mm158.1 x 77.8 x 7.1 mm
Peso192 gramas172 gramas
Tela5,5 polegadas5,5 polegadas
Resolução1,920 x 1,080 (401 ppi)1,920 x 1,080 (401 ppi)
Tipo de telaIPS LCD, Retina HD com 3D TouchIPS LCD, Retina HD
BateriaNão DisponívelNão Disponível
Armazenamento16 / 64 / 128 GB16 / 64 / 128 GB
Armazenamento externoNãoNão
Câmera traseira12 MP iSight, f/2.2, 1.22µm pixel size, OIS8MP iSight, f/2.2, 1.5µm pixel size, OIS
Câmera frontal5 MP, f/2.21,2MP, f/2.2
Vídeo4K1080p
NFCSimSim
Bluetoothv4.2v4.0
SoCApple A9 com M9 integradoApple A8
CPUNão Disponível1,4 GHz dual-core
GPUNão DisponívelPowerVR GX6450
RAMNão Disponível1GB
WiFidual band, 802.11a/b/g/n/ac MIMOdual band, 802.11a/b/g/n/ac
Sistema operacionaliOS 9iOS 8
Outras característicasTouch ID de segunda geração, giroscópio, barômetro, FaceTime HD, Apple Pay, Live Photo, Retina Flash, 3D TouchTouch ID, barômetro, giroscópio, FaceTime HD, Apple Pay

 

Estas são as diferenças entre o iPhone 6s e o iPhone 6

by

iphone-6s-6-diferenças

O novo iPhone 6s era dado como certo a algum tempo. O novo smartphone da Apple chega com novas especificações, mas com o mesmo relevo do iPhone 6. Para aqueles que se perguntam o que mudou exatamente, esse post mostra as diferenças, até para que você não tenha dúvidas se vale a pena comprar ou não.

 

iPhone 6SiPhone 6
Dimensões138.1 x 67 x 7.1 mm138.1 x 67 x 6.9 mm
Peso143 gramas129 gramas
Tela4,7 polegadas4,7 polegadas
Resolução1,334 x 750 (326 ppi)1,334 x 750 (326 ppi)
Tipo de telaIPS LCD, Retina HD com 3D TouchIPS LCD, Retina HD
BateriaNão InformadoNão Informado
Armazenamento16/64/128 GB16/64/128 GB
Armazenamento externoNãoNão
Câmera traseira12 MP iSight, f/2.2, 1.22µm pixel size8 MP iSight, f/2.2, 1.5µm pixel size
Câmera frontal5 MP, f/2.2 com Retina Flash1,2MP, f/2.2
Vídeo4K1080p
NFCSimSim
BluetoothV4.2v4.0
SoCApple A9 com M9 integradoApple A8
CPUND1,4 GHz dual-core
GPUNDPowerVR GX6450
RAM1 GB1 GB
WiFidual band, 802.11a/b/g/n/ac MIMOdual band, 802.11a/b/g/n/ac
Sistema operacionaliOS 9iOS 8
Outras característicasTouch ID de segunda geração, giroscópio, barômetro, FaceTime HD, Apple Pay, Live Photo, Retina Flash, 3D TouchTouch ID, giroscópio, barômetro, FaceTime HD, Apple Pay

Um comparativo de desempenho do Windows 8.1 e Windows 10

by

inicio-windows10

A chegada do Windows 10 gerou muitas dúvidas, onde uma das mais importantes está no tema desempenho e suas diferenças entre o Windows 8.1 e Windows 10. A questão foi profundamente analisada em um completo artigo publicado pelo site Now.avg, onde eles utilizaram um notebook muito potente (com processador Core i7, 16 GB de RAM, gráficos GTX 960M e SSD de 128 GB).

O comparativo mostra o desempenho das versões Windows 10 e Windows 8.1 nesse equipamento, em diferentes cenários de uso geral e aplicativos específicos, que vão desde o Office até o GTA V, por exemplo. Também não se esqueceram de analisar a autonomia de bateria, sendo este o único ponto que o Windows 10 sai como perdedor, mas apenas quando utilizado para jogar o citado game da Rockstar.

Como você poderá conferir nos gráficos ao final do post, o Windows 10 é superior ao Windows 8.1 em praticamente todos os sentidos. A primeira barra representa o Windows 8.1, e a segunda, o Windows 10. Gráficos a seguir.

screen_shot_2015_08_26_at_7.04.26_pm screen_shot_2015_08_26_at_7.05.11_pm screen_shot_2015_08_26_at_7.05.00_pm screen_shot_2015_08_26_at_7.04.51_pm screen_shot_2015_08_26_at_9.02.13_pm screen_shot_2015_08_26_at_7.04.08_pm screen_shot_2015_08_26_at_7.04.00_pm screen_shot_2015_08_26_at_7.03.52_pm

 

 

Via Now.avg