Quando a Marvell anunciou que estava envolvida em um projeto para criar dispositivos móveis com preços muito baratos, nós pagamos pra ver. Mas, o que não sabíamos até então, era que o conceito de “dispositivo móvel” ia incluir um tablet, e o mais incrível é que foram eles mesmos que fabricaram o produto.

O gadget é voltado para o público estudantil, e é descrito como um tablet multimídia de alto rendimento, que serve para muito mais do que aliviar o peso das mochilas dos estudantes. Graças ao seu processador Armada 600, ele suporta Flash e conta com resolução a 1080p. Conta também com WiFi, Bluetooth, rádio FM, GPS e plataforma Windows Mobile ou Android, o que mostra que o produto é flexível neste aspecto. Por enquanto, não temos maiores detalhes, como sua data de lançamento, mas sabemos que o produto será visto em programas piloto para escolas menos favorecidas. É pouco ainda pra se dizer que o Moby vai se transformar (ou não) no leitor de e-books revolucionário que a Marvell quer oferecer. Mas que chama a atenção, isso já é um fato.

Fonte