Depois de ser vazado por diversas vezes, e considerado por muitos como o iPad Killer definitivo, o Samsung Galaxy Tab, o esperado dispositivo que foi muito comentado nos últimos meses, se tornou oficial na IFA 2010. Trazemos neste post alguns dos primeiros detalhes sobre a nova aposta da Samsung, além de um vídeo do pessoal do Engadget.com, que esteve com o aparelho nas mãos.

O Galaxy Tab tem uma tela de 7 polegadas, que levanta dúvidas se ele é muito pequeno ou muito grande. Como tablet, ele tem um tamanho bem adequado, mas para alguns, ele pode ter uma tela pequena para desfrutar de conteúdos multimídia (no caso, vídeos). De qualquer modo, a Samsung fez um belo trabalho com este tablet: ele é realmente fino, bem leve, e apesar dos seus materiais plásticos, oferece um acabamento muito bom, com um desenho elegante, que combina uma moldura preta com uma carcaça traseira branca. Provavelmente, a Samsung vai disponibilizar de mais cores. Seus botões, apesar de pequenos, são bem cômodos para se trabalhar. Sobre as câmeras, estão no seu lugar tradicional: câmera frontal na parte superior direita, e câmera traseira no canto esquerdo, bem discreto.

Quanto ao seu hardware: ele responde muito bem aos comandos, sendo rápido na execução de aplicativos, ou na reprodução de vídeos. Ele conta com um processador ARM Cortex A9, de 1 GHz, alto-falantes integrados, que podem oferecer uma potência de áudio maior do que a do iPad. Sua tela de 7″ conta com uma resolução de 1024 x 600, e tem uma boa qualidade de imagem, respondendo muito em ao toque, contando ainda com retro iluminação. Na hora de se clicar em algo, deslizar o dedo na tela ou fazer zoom, o usuário poderá desfrutar das qualidades multitouch. Pena que a Samsung resolveu deixar de lado a tecnologia Super AMOLED no tablet, preferindo usar a TFT-LCD convencional, para abater custos. Ou, não quiseram ter dores de cabeça maior para fabricar telas Super AMOLED de 7″ em grandes quantidades. Sua câmera pode ser um ponto de decepção. Já erra de se esperar algo de baixa resolução para a câmera frontal (que é de 1.3 MP), mas 3 MP para a câmera traseira é algo um tanto quando frustrante (no mínimo, 5 MP seriam mais aceitáveis).

O Samsung Galaxy Tab tem Android 2.2, mas com o auxílio da interface TouchWiz 3.0. Algumas novidades ligadas a aplicativos foram apresentadas na IFA 2010, com o objetivo do usuário poder aproveitar melhor as propriedades do dispositivo. Mas isso não quer dizer que o Android do Galaxy Tab tenha perdido sua essência: eles seguem oferecendo as múltiplas áreas de trabalho para adição de widgets, além de incluir a barra de status superior deslizável com o dedo, para acessar as notificações do sistema de forma rápida, além dos botões de funções básicas: WiFi, Bluetooth, GPS, modo silencioso e bloqueio de acelerômetro.

Dos seus aplicativos mais básicos, temos um calendário, gestor de e-mails, com gestor de várias contas de e-mail independentes, o Samsung Hub, que é o gestor com acesso à compra de músicas, além de loja virtual, para compra de jornais, revistas e livros virtuais (via PressDisplay, Zinio e Kobo, respectivamente).

O preço do Samsung Galaxy Tab não foi revelado, mas já sabemos que a Samsung lançará o produto na Europa ainda neste mês de setembro. Abaixo, vídeo do Engadget.com com um breve hands on do produto.

Fonte