android-robots

Os especialistas da Symantec realizaram uma análise sobre as potenciais implicações e oportunidades de segurança que acompanham as tecnologias apresentadas.

o Android em todos os lugares. A tecnologia por trás do aumento de dispositivos conectados (como TVs, smartwatches, carros, smartphones e tablets) demandam o desenvolvimento de aplicativos mais flexíveis para a adaptação a um novo contexto capacitado por voz, no sistema operacional Android – plataforma que é historicamente conhecida por apresentar problemas de segurança.

o Automação. Com o maior grau de automação que vem com os aparelhos wearables (dispositivos que podem ser vestidos como roupas e acessórios), também há um risco maior de que o aparelho possa ser enganado para efetuar uma ação não desejada ou maliciosa.

o Reinventar a segurança. Os aparelhos na Internet das Coisas (IoT) também apresentam algumas oportunidades para reinventar os protocolos e segurança existentes, com novos recursos como o “desbloqueio pessoal” do Google, que oferece uma proteção mais automatizada, com base em contexto. Estes avanços são bem vindos, uma vez que a apatia dos consumidores quanto à segurança em aparelhos móveis é alta – segundo o Relatório Norton, 50% dos usuários ainda não utilizam medidas de segurança básicas como o uso de senhas em seus aparelhos.

o Eu quantificado. Semelhante ao HealthKit da Apple, o Android Fit do Google oferecerá um local central para que os aparelhos e aplicativos de rastreamento de métricas da vida possam armazenar seus dados.

o Um olhar para o futuro. É difícil encontrar uma solução acessível para este dilema, já que deve haver equilíbrio entre a facilidade de uso, juntamente com a segurança e a privacidade do dispositivo. Estes equipamentos permitem pedir e pagar uma pizza em vinte segundos por meio do smartwatch, mas também estão mais vulneráveis a exposição dos dados.

Para reduzir e evitar a exposição dos dispositivos, a Symantec oferece as seguintes dicas de segurança:

o Antes de usar qualquer dispositivo novo certifique-se de que ele esteja atualizado e não esqueça de alterar as senhas ou recursos de autenticação, para modificar os ajustes de fábrica.

o Escolha uma senha de segurança forte e diferentes em todos os seus dispositivos conectados.

o Verifique a política de privacidade da empresa (e certifique-se que eles dispõem de uma).

o Antes de instalar novos aplicativos, assegure que estes são baixados a partir de uma fonte segura.

o Confirme as permissões quando instalar aplicativos associados, já que estas podem solicitar acesso a diversas partes do seu telefone como seus contatos, GPS ou redes sociais.

Para mais informações, acesse o conteúdo relacionado ao tema no blog da Symantec, ou entre em contato para conversar com algum dos especialistas da empresa sobre o assunto.

Via assessoria de imprensa (Symantec)