A Microsoft apresentou oficialmente o seu novo tablet Surface Go, com suporte incorporado na parte traseira e o mesmo design do Surface Pro. É a tentativa da gigante de Redmond em reinventar o tablet, que recebe matizes de produtividade, além de bater de frente com o novo iPad de US$ 349 e os Chromebooks no setor educacional.

 

São duas configurações:

– 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento eMMC e Windows 10 Home: US$ 399
– 8 GB de RAM, 128 GB de armazenamento SSD e Windows 10 Home: US$ 549

Nesses valores, acrescente US$ 50 para as mesmas versões com Windows 10 Pro.

 

 

O Surface Go conta com uma tela de 10 polegadas (1800 x 1200 pixels, 3:2) compatível com o lápis Surface Pen. Recebe o processador Intel Pentium Gold 4415Y a 1.6 GHz, com GPU Intel HD 615, e armazenamento SSD opcional de 256 GB.

Na conectividade, os novos tablets Surface contam com WiFi e Bluetooth 4.1, além de 4G LTE opcional em algumas variantes. O produto possui autonomia de bateria de até 9 horas de reprodução de vídeos.

Nas portas, temos USB Type-C 3.1, Surface Connect e conector de áudio 3.5 mm. O tablet tem medidas de 245 x 175 x 8,3 mm e peso de 512 gramas. O novo produto é quase 31% mais leve que o Surface Pro.

 

 

O Surface Go está disponível em pré-venda a partir de hoje (10) nos Estados Unidos. As primeiras unidades começam a ser enviadas em agosto. Não foram revelados os planos para a disponibilidade global.

Sobre os seus acessórios compatíveis, os preços são:

– Surface Pen: US$ 99
– Case Type Cover standard: US$ 99
– Case Type Cover Signature Alcantara: US$ 129

 

 

A Microsoft também apresentou um novo mouse para a linha de tablets Surface, com preço sugerido de US$ 34. Com quatro botões e roda de metal para deslocamento vertical, ele pesa 78 gramas e funciona com duas pilhas alcalinas AAA.

Conta com design ambidestro, se conecta via Bluetooth 4.2 Low Energy e adota tecnologia patenteada BlueTrack da Microsoft para oferecer uma resolução adaptável de até 4.000 dpi.