X-Phone-do-Google

O Nexus 4 (que não tem previsão de chegada ao mercado brasileiro, e é sempre importante relembrar isso) foi o smartphone que o Google quis mudar as regras do jogo, oferecendo um smartphone com design atraente, características técnicas de ponta e um suporte direto do Google (algo que beneficia e muito os usuários do Android), e tudo isso por um preço muito competitivo. Mas a estratégia, que contou com o apoio da LG, não saiu exatamente como o planejado, principalmente no que se refere à demanda do produto. Agora, o pessoal de Mountain View aposta em um smartphone onde eles podem chamar de seu na íntegra, e esse modelo seria o X Phone, cujas supostas especificações técnicas vazaram na web.

O X Phone já vem sendo comentado a alguns meses, e seria o primeiro smartphone que a Motorola Mobility (que é uma propriedade do Google) produziria fora de sua tradicional linha de smartphones, ou de seu portfólio atual de produtos, nascendo assim debaixo da marca Google diretamente, como o novo membro da família Nexus.

Hoje (11), apareceram na web algumas das supostas características técnicas do produto:

  • Tela de 4.7 polegadas em Full HD (1080p)
  • Processador NVIDIA Tegra 4i quad-core
  • 2 GB de RAM
  • Câmera frontal de 5 MP
  • Câmera traseira de 16 MP
  • Tecnologia de controle de tela com os olhos
  • Dimensões de 131.2 x 66.7 x 7.9 mm
  • Uma nova versão do sistema operacional Android (sem especificar qual)

O que chama a nossa atenção logo de cara são os sensores de câmera escolhidos para esse smartphone, uma vez que (se confirmado) será a primeira vez que uma câmera frontal vai contar com 5 megapixels de resolução. O mesmo vale para a inédita câmera traseira com 16 megapixels, o que confirma a tendência que um bom smartphone precisa ter uma excelente câmera para o perfil do consumidor atual. Além disso, podemos ver na lista de especificações um dos novos processadores NVIDIA que foram demonstrados durante a CES 2013 e durante a MWC 2013. Por fim, uma nova versão do Android. Seria esta a Key Lime Pie?

O que torna esse lançamento um pouco nebuloso é que o último Nexus tem apenas quatro meses de vida. Por outro lado, a comercialização do Nexus 4 é escassa, inclusive nos mercados selecionados para o seu lançamento. Muitos garantem que não foram vendidos nem 1 milhão de unidades do smartphone da LG, e que a essa altura do campeonato, o Google não confia mais nos sul-coreanos como parceiros no desenvolvimento dos seus smartphones. Logo, a decisão natural seria o desenvolvimento de um produto por conta própria, utilizando a Motorola Mobility, que já é de sua propriedade. Aliás, isso era algo esperado por muitos no ato do anúncio da aquisição da fabricante de dispositivos móveis, porém, o que o Google mais desejava eram as suas patentes para dispositivos móveis.

Por enquanto, ainda estamos na zona de rumores, mas tudo indica que um novo supersmartphone está chegando. E, em breve, poderemos chamar a Motorola Mobility de “divisão de hardware do Google”. Pois é isso que ela vai se tornar quando o X Phone for anunciado oficialmente.

 

Via Celularis