steve-ballmer

Steve Ballmer, ex-CEO da Microsoft e maior investidor individual da empresa, é notoriamente conhecido por suas declarações polêmicas. Algumas de suas ideias diferem da estratégia da atual diretoria executiva da empresa, e mais uma vez ele deu os seus pitacos sobre os rumos tomados pela gigante de Redmond.

Na reunião anual dos acionistas da Microsoft, Satya Nadella foi questionado sobre a ausência de aplicativos essenciais para o Windows Phone/Mobile. O CEO mencionou que os aplicativos universais são uma solução. A ambiciosa plataforma que a Microsoft está promovendo nos últimos dois anos, onde os desenvolvedores podem criar aplicativos para o Windows e executar em computadores, tablets, smartphones, HoloLens e Xbox.

Para Steve Ballmer, os aplicativos universais “não vão funcionar”. Pelo contrário: “A Microsoft tem que ativar no Windows Phone a execução de aplicativos Android”. Uma opção que a empresa já trabalha, através do Projeto Astoria, que contempla o port de aplicativos Android e iOS, mas que hoje está em pausa, a favor de um Windows Bridge menos ambicioso.

A presença da Microsoft no Android é cada vez maior, inclusive aberta a uma distribuição própria com aplicativos da Microsoft. Por outro lado, os aplicativos universais do Windows seriam uma solução mais “natural”. As críticas de Baller foram feitas durante a apresentação dos resultados financeiros da empresa, e o executivo quer ver lucros reais e margem de negócio para a divisão encarregada pela nuvem e pelo hardware.

A Microosft está sendo prudente e politicamente correta para lidar com a questão: “Desfrutamos de um diálogo regular com Steve, e suas opiniões são bem vindas, assim como fazemos com os nossos demais investidores”, afirmou Chris Suh, diretor geral da empresa para relações com os investidores.

Via Bloomberg