stock-photo-closeup-of-the-hands-of-a-man-plugging-in-the-plug-of-his-smpartphone-in-a-socket-with-a-filter

A Sony está trabalhando no desenvolvimento de novas baterias que são capazes de abrigar até 40% a mais de energia que os atuais modelos de íon-lítio.

O segredo está nos eletrodos com base de azufre, cujas células contam com boas capacidades, mas com rápida degradação. A Sony pesquisou e desenvolveu novas baterias de magnésio-azufre, removendo o lítio da equação. Não só eles conseguiram baterias mais seguras, mas também mais baratas, uma vez que o magnésio pode ser encontrado em abundância.

Ainda que tudo pareça ser muito ideal, a Sony tem muito trabalho pela frente. Os japoneses não pensam em oferecer essas baterias ao mercado antes de 2020. Ou seja, até a chegada um hipotético Xperia Z10 (se é que ele vai existir) vamos ter que seguir utilizando o modo Stamina e alguns pequenos avanços e truques.

Via Nikkei