O ano de 2010 ficará marcado na história da Sony Brasil como o maior crescimento da companhia desde a sua instalação no País, em 1972. A empresa apresentou um crescimento de 65% em seu faturamento em relação a 2009. Com os importantes lançamentos da linha de televisores 3D e da linha completa e oficial de PlayStation em 2010, a Sony Brasil consolidou-se como uma das principais subsidiárias da marca no mundo. Na categoria de câmeras digitais, por exemplo, o Brasil já é o 3º maior mercado da marca, ficando atrás apenas de Estados Unidos e China.

“Este foi um período de muito crescimento para a Sony no Brasil e acreditamos que 2011 será ainda melhor. Nossa estratégia de crescimento está voltada para a ampliação do portfólio das categorias, oferecendo produtos com a qualidade reconhecida mundialmente para uma parcela ainda mais ampla de consumidores no País”, explica Ryuji Tsutsui, presidente da Sony Brasil.

“Este reposicionamento nos possibilitará atender à crescente demanda das classes C e D no Brasil, que cada vez mais procura produtos com tecnologia de última geração, mas também com ótima relação custo-benefício. Com a ajuda dos principais varejistas brasileiros, que detém um excelente conhecimento desse público, tenho certeza de que continuaremos com essa bem-sucedida estratégia”, revela Ricardo Junqueira, diretor de vendas.

O fornecimento de conteúdos e serviços de maneira integrada é um dos grandes focos de atuação da empresa para este ano fiscal. A conquista de novos púbicos consumidores, como os integrantes da classe C, e o aumento na presença em todas as regiões do Brasil são importantes pontos de trabalho neste período. Mais do que proporcionar novos produtos, a Sony tem como meta atender a desejos de consumo, incorporar novos hábitos e proporcionar experiências diferenciadas. O futuro da marca está totalmente integrado ao que é esperado pelo seu usuário final.

Uma recente pesquisa realizada em cerca de 1.200 residências brasileiras revelou os hábitos desses consumidores. “Com os insumos desta e de outras pesquisas feitas exclusivamente para o mercado nacional pudemos reposicionar diversos lançamentos, adequando-os às necessidades apontadas. Esta mudança em nossa estratégia rendeu tantos resultados positivos que a Sony Brasil já é considerada modelo de crescimento para outros países emergentes da corporação”, completa Carlos Paschoal, gerente geral de Comunicação, Marketing e Inovação.

Por meio desse estudo, a companhia ampliou a linha VAIO de notebooks, desenvolvendo modelos de entrada que garantem tecnologia de ponta com preços mais acessíveis. Ou ainda a linha Xplod de som automotivo que criou um modelo feito a partir desses resultados.

Mais produção no Brasil

Mais de 10 linhas de produtos comercializados pela Sony no País já são produzidos localmente. “Esta consolidação e ampliação de nossa presença no mercado brasileiro não é apenas sentida pelo varejo e o consumidor final. Implementamos a produção local de 100% de nossa linha de televisores e também 98% de nossa linha de câmeras Cyber-shot estão localizadas em Manaus. Cerca de 80% da linha de notebooks VAIO já são produzidas no Brasil”, explica Tsutsui.

SONY BRASIL EM NÚMEROS

– Presente no país desde 1972;
– Funcionários: mais de 2.000;
– Escritórios em São Paulo e Rio de Janeiro;
– Fábrica instalada na Zona Franca de Manaus;
– Crescimento de 65% em faturamento na operação local;
– São produzidos no Brasil TVs, câmeras digitais, filmadoras, home theaters, som automotivo, DVD players, Blu-ray players, aparelhos de áudio, notebooks e mídias.

via assessoria de imprensa