material-design-android-l

Vários meses depois da Apple lançar o primeiro smartphone com suporte aos chips de 64 bits, o Android vai começar a investir nesse segmento. o Android L será a primeira versão do sistema da Google a ser compatível com essa arquitetura, e por conta disso, muitos chips com tal característica serão anunciados, abastecendo de forma maciça o mercado nos próximos meses.

Alguns já aparecem de forma tímida e disponibilidade limitada (como o HTC Desire 510), mas espera-se que esse número aumente assim que o Android L se tornar oficial, abraçando vários segmentos de mercado. A Qualcomm tem certa vantagem sobre os demais fabricantes, já que MediaTek, Samsung e HiSilicon só lançarão os seus produtos no final de 2014 ou começo de 2015.

Com o novo hardware, os fabricantes querem explorar os benefícios do Android L ao máximo. A maioria dos modelos (inicialmente) serão das linhas média e baixa, enquanto que os produtos mais potentes só chegarão com o avançar de 2015, com o Snapdragon 810 da Qualcomm como o principal protagonista.

650_1000_arm64bits-2

As melhorias que os chips de 64 bits devem oferecer podem não ser tão extraordinários como se imagina, mas levando em conta que viveremos um período de transição entre as arquiteturas, não é exagero dizer que o segundo semestre de 2015 deve ser dominado pela arquitetura de 64 bits. O que virá depois disso é uma evolução dessa tecnologia, com resultados mais palpáveis para os usuários.

Via DigiTimes