blu grand m

Usuários de smartphones da Blu ou da Cubot, atenção a esse post. Alguns dos dados dos seus dispositivos podem estar na mira de spywares.

Em um passado não muito distante, a Blu foi flagrada enviando dados privados de smartphones para servidores na China. Esses dados eram vendidos e utilizados para publicidade direcionada.

Na época, a Blu emitiu um comunicado se desculpando e avisando que o seu software seria substituído por um software da Google. Mas parece que não é isso o que acontece.

Investigadores da empresa Kryptowire, que detectaram esse problema no final de 2016, detectaram o mesmo problema em outros equipamentos da marca.

Alguns modelos de entrada, como o Blu Grand M, continuam a contar com esse spyware integrado no seu software. Pelo menos três dispositivos continuam a enviar os dados privados para servidores.

Outra empresa que utilizava esse tipo de spyware era a chinesa Cubot, conhecida por oferecer modelos de entrada com qualidade aceitável. Mas ao que parece, com um custo integrado.

 

 

O Cubot X16S foi mais um dos modelos flagrados com o software malicioso. Depois que a CNET contactou a empresa, o vazamento de informações foi bloqueado.

O spyware é cada vez mais relevante nos dias de hoje. O grande volume de informações que armazenamos nos smartphones [e o que motiva a empresa a querer nossos dados.

As ROMs originais do Android podem ajudar a reduzir as chances de um spyware monitorar seus dados. Recomendamos sempre a adoção dessas ROMs.

 

Via CNET