sky-pre-pago-2015-fit

Em novembro de 2014, eu escrevi aqui no blog sobre a infeliz mudança da SKY em cobrar pelos canais abertos no serviço SKY Pré-Pago (clique aqui para ler), algo que sempre foi gratuito. Agora, ao que tudo indica, eles quiseram tornar a situação ainda pior, ‘acabando com o serviço de vez’, ao tornar o SKY Fit (o pacote de entrada da operadora) o único disponível para o serviço.

É até compreensível a manobra da SKY. Em via de regra, os assinantes desse pacote são a turma das classes D e E, que não querem assumir compromissos de fidelidade com a operadora (se bem que serão obrigados a isso, ao menos para manterem os canais abertos). Logo, assim como se contrata um plano pré-pago para o celular, por que não um plano pré-pago para TV por assinatura? Nada contra essa teoria, e até concordo com ela.

O problema é não oferecer outras opções para quem pode pagar a mais. Se você quer um pacote mais completo, você é obrigado a fechar o tal contrato de fidelização com a operadora. Não é uma prática comercial muito saudável.

Também é preciso levar em consideração que, com tal manobra, a SKY acaba ‘maquiando’ o absurdo de cobrar por canais abertos (já que a tal opção de R$ 19,90 por três meses desses canais não existe mais), colocando seis canais pagos dentro de um monte de canais favoritos. E cobrando tão a mais para isso, que os tais três meses de canais abertos que antes eram cobrados, agora saem de graça (depois dos primeiros 12 meses de pagamento do serviço).

De novo: é uma pena que a ideia do SKY Pré-Pago tenha ‘falecido oficialmente’. Era uma alternativa bem democrática de oferecer aos assinantes um serviço de TV paga. Foi completamente desmontado. É claro que o assinante pode complementar essa programação com pacotes avulsos, mas pagando preços exorbitantes por canal ou pacote.

A Oi Live agradece.

Para mais informações sobre o novo SKY Pré-Pago, clique aqui.