new-xbox-one

A gente sabe o quanto custa. Logo, queremos saber quanto custa pra fazer. Assim como foi feito com o PlayStation 4 (cujo custo de fabricação estimado é de US$ 381 por unidade), a mesma IHS decidiu fazer a análise do preço de custo do Xbox One, baseado nos componentes que o produto carrega consigo. E tal como aconteceu com o console da Sony, a Microsoft não ganha muito dinheiro com o produto em si.

Se na Sony o valor de lucro estimado por cada PS4 vendido é de apenas US$ 18, no caso da Microsoft o quadro não é muito diferente. Segundo a análise da IHS, a Microsoft gasta US$ 471 por unidade fabricada do Xbox One. Logo, podemos concluir que a gigante de Redmond lucra US$ 28 por cada unidade vendida do produto. Lembrando mais uma vez aos mais apressados: esses são valores teóricos.

Também é importante destacar que os fabricantes naturalmente não conseguem obter grandes lucros nos primeiros meses de vendas do novo console. Os lucros só aparecem depois, quando o custo de produção começa a cair, ou com as vendas de jogos físicos, jogos online ou compras de conteúdos complementares.

Além disso, frisamos por diversas vezes que esses valores são teóricos, uma vez que a IHS analisa os valores médios de cada componente no mercado. Os valores podem variar de acordo com a negociação envolvendo os fabricantes e os fornecedores. Afinal, compras de peças em grande lote podem resultar em um valor menor por unidade adquirida.

O relatório da IHS também revela que apenas o Xbox One Kinect custa US$ 75 para ser fabricado, mas o que mais encarece o novo console da Microsoft são os componentes da AMD. O processador presente no Xbox One combina CPU e GPU em uma mesma estrutura, e custa aproximadamente US$ 110. São US$ 10 a mais que o chip AMD presente no PlayStation 4.

Via Ubergizmo