Apesar do mercado financeiro, em um primeiro momento, não ter visto de maneira positiva a Compra do Skype, o negócio traz um grande potencial de melhoria em suas ferramentas e geração de negócios para a Microsoft, segundo a IDC, líder em inteligência de mercado, consultoria e eventos nos mercados de Tecnologia da Informação e Telecomunicações.

O Skype reportou ao mercado, em 2009, um prejuízo e as ações da Microsoft chegaram a -1,5% após o anúncio da compra. “Sabemos que parte do prejuízo do Skype deve-se ao modelo de negócio praticado, ou seja, na utilização gratuita da ferramenta, o que não gera receita direta a empresa”, declara Fernando Lima, analista de mercado software da IDC.

A IDC acredita que a Microsoft comprou a tecnologia, pois este é o grande diferencial da ferramenta Skype: realizar chamadas de áudio e vídeo com ótima qualidade, tanto que outras empresas além da Microsoft como Google e Facebook, demonstraram real interesse em adquirirem a empresa, todas para melhorarem seus Produtos ou serviços de Colaboração.

A marca Skype tem uma imagem muito positiva no mercado, com 170 Milhões de usuários (dados da própria empresa). Sua tecnologia será, certamente, integrada a alguns produtos da Microsoft, para fortalecê-los, como por exemplo o Microsoft Lync (Antigo Communicator), Outlook, Live Meeting. “Já sabemos que a Microsoft considera integrar o Skype ao Xbox Live, Kinect e, principalmente, ao Windows Phone”, completa Fernando.

Para a IDC, a Microsoft manterá a Brand Skype, como foi informado. A Microsoft já divulgou que Skype terá uma divisão dentro da empresa, chamada Microsoft Skype Division, que terá como diretor o CEO do Skype Tony Bates. “O nome Skype é muito forte entre os consumidores e a Microsoft espera, com isso, alavancar as vendas de seus outros produtos”, finaliza o analista de mercado da IDC.

via assessoria de imprensa