moviles2010

Em 2010, nós vimos os primeiros smartphones que marcariam uma época no mercado mobile. Modelos como o iPhone 4 podem ser encontrados no mercado até hoje, e ao lado dele, uma série de grandes dispositivos chegaram ao mercado, como: Samsung Galaxy S, HTC Desire HD, Nokia N8 e Motorola Defy. Porém… será que tais modelos ainda podem se comparar aos dispositivos mais populares da atualidade?

Para começar a responder essa pergunta, vamos ver as principais especificações técnicas desses modelos, na tabela a seguir:

iPhone 4Samsung
Galaxy S
HTC
Desire HD
Nokia N8Motorola Defy
Tela
3.5”
640×960
4”
480×800
4.3”
480×800
3.5”
360×640
3.7”
480×854
Processador
1 GHz
1 GHz
1 GHz
680 MHz
800 MHz
RAM
512 MB
512 MB
768 MB
256 MB
512 MB
Câmeras
5 Mpx
/ VGA
5 Mpx
/ VGA
8 Mpx
12 Mpx
/ VGA
5 Mpx
Armazenamento
8/16/32 GB
8/16 GB + microSD
1.5 GB + microSD
16 GB + microSD
2 GB + microSD
Bateria
1420 mAh
1500 mAh
1230 mAh
1200 mAh
1540 mAh
Dimensões (mm)
115.2 × 58.6 × 9.3
122.4 × 64.2 × 9.9
123 × 68 × 11.8
113.5 × 59.1 × 12.9
107 × 59 × 13.4
Sistema Operacional
iOS 4
(iOS 7)
Android 2.1 (Android 2.3)
Android 2.3
Symbian^3 (Nokia Belle)
Android 2.1 (Android 2.2)

No dias de hoje, existem muitos smartphones com características técnicas semelhantes ao que foi descrito na tabela acima, mas há um ponto que encontramos uma clara evolução nos últimos anos: o processador.

Processador de 1 GHz no passado, quatro núcleos no presente

No passado, todo mundo se dava por satisfeito com um processador de 1 GHz com apenas um núcleo de processamento. Hoje, o objeto de desejo dos geeks é um smartphone com quatro núcleos. Por esse ponto chave é que os usos que damos hoje aos nossos smartphones não seriam o s mesmos se o mercado ficasse estacionado ao perfil do passado. E, mesmo com muitos modelos de entrada ainda contarem com processadores de um núcleo de processamento, a tendência é que encontraremos no futuro smartphones com processador de dois núcleos com preços a partir de R$ 500.

Sistemas operacionais defasados

Se olharmos para os sistemas operacionais que cada smartphone possui, nos deparamos com versões bem desatualizadas, exceto no caso do iPhone 4, que ainda pode receber o iOS 7 (e, mesmo assim, muitos reclamam que o seu desempenho fica abaixo do considerado satisfatório pela maioria).

Já os modelos com Android citados na tabela estacionaram no Android 2.3 Gingerbread, que é o suficiente para instalar a maioria dos aplicativos disponíveis hoje na Google Play. Porém, ficam de fora todas as melhorias presentes no Android na versão 4.0 e posteriores.

No caso do Nokia N8, que foi lançado com o Symbian^3, ainda foi atualizado até o Nokia Belle (Symbian OS 10). Porém, como todo mundo sabe, o Symbian está morto, o que afugenta muita gente.

Afinal… esses smartphones ainda são competitivos hoje?

Na minha opinião, para aqueles que nunca tiveram um smartphone na vida, e que só vão usar o dispositivo para navegar na internet, redes sociais, tirar fotos e utilizar aplicativos pouco exigentes, até podem optar por uma dessas opções sem maiores problemas, levando em conta que esses dispositivos contam com memória interna suficiente para instalar os aplicativos mais básicos.

Obviamente, para os usuários com maiores exigências com um smartphone, modelos como esses não são recomendados, a não ser que os objetivos sejam muito específicos (iPhone 4, pelo baixo custo, ou o Nokia N8, pelas suas capacidades fotográficas). Mesmo assim, não recomendo.

E você? Conseguiria sobreviver em 2014 com um smartphone de 2010?