Você com certeza já viu planos de dados móveis que não debitam o consumo de franquia no uso das redes sociais ou de serviços de streaming. Inicialmente, parece uma boa ideia. Mas se você se importa com a neutralidade da rede, não deveria contratar tais planos.

Para você entender onde quero chegar, primeiro é preciso entender o que é neutralidade na rede, e por que ela é importante.

A neutralidade da rede garante que as operadoras não discriminem o tráfego de nenhuma forma, por nenhum motivo. É um dos princípios mais importantes para uma internet livre, em igualdade de condições e competitiva. Ou que blogs como o TargetHD.net possam competir com grandes portais como Terra e UOL.

Também evita conflitos de interesse. Muitas operadoras oferecem TV por assinatura, e a neutralidade garante que as empresas que fornecem conexão à internet não coloque em desvantagem os seus concorrentes diretos. Ou seja, impede que sua operadora reduza a banda consumida pela Netflix, ou cobre a mais de você para que você use o serviço de streaming.

Mas a mesma neutralidade que impede a discriminação negativa impede a discriminação positiva. Ou seja, nada de planos de dados que não contabilizam acesso à redes sociais, serviços de mensagens, streaming ou VoIP, já que eles atentam ao princípio básico da neutralidade de rede.

O benefício econômico é sempre um argumento poderoso na hora de escolher um plano de voz ou dados. E, para complicar, as operadoras concorrem de forma feroz nos preços, o que faz com que a discriminação positiva de tráfego vire o fiel da balança mais comum hoje.

Porém, a economia de hoje pode ser o prejuízo de amanhã. Mais consumidores aceitando planos de dados com vantagens representam mais operadoras fazendo vista grossa, com um às na manga na hora de oferecer planos abusivos no futuro.

Se uma operadora não contabiliza o tráfego de dados de serviços de streaming, ela impõe um obstáculo enorme para qualquer startup de música que tente mudar o cenário atual mercado de música. O consumidor não teria motivos para mudar de plataforma, já que a operadora não contabiliza os dados utilizado nela.

Essa discriminação positiva não pode ser oferecida pelas pequenas operadoras, violando o princípio da neutralidade da rede dessa forma.

Por isso, se você se importa com a neutralidade na rede, evite contratar esses tipos de planos. Se a sua operadora não possui planos com discriminação positiva, simplesmente mude de operadora.