iphone-carteira

A China está dando mais trabalho para a Apple do que o esperado. Os números do último trimestre mostram queda nas vendas de smartphones dos norte-americanos no país asiático, e agora, um tribunal deu ganho de causa para um fabricante local de carteiras com quem a gigante de Cupertino mantinha uma disputa legal por causa da marca iPhone.

Os trolls de patentes e marcas conseguem vencer algumas batalhas. Foi co que aconteceu com a iphone.vc, empresa que registrou a marca IPHONE na China em 2007, no mesmo ano do lançamento do smartphone da Apple. Apesar de não estar muito claro quem fez o que primeiro.

Fato é que a Apple, quando registrou sua marca na China em 2012, apresentou um processo para obter os direitos de exploração da mesma, alegando que o seu produto era internacionalmente conhecido. Os tribunais chineses arquivaram o processo em primeira instância em 2013, e agora a questão foi resolvida. E não de forma favorável para a Apple.

iphone-6s-teaser

O juiz decidiu a favor dos chineses porque a Apple não conseguiu demonstrar que o iPhone era suficientemente conhecido na China em 2007, ano do registro da marca pelos fabricantes de carteiras. E se a marca não é famosa na China, não pode demonstrar que houve má fé por parte dos asiáticos.

Dito isso, a Apple terá que compartilhar a marca iPhone na China, mas os norte-americanos são os únicos a poderem utilizar a escrita “iPhone”. As carteiras seguem no mercado com o nome todo em maiúsculo, ou “IPHONE”, e a gigante de Cupertino nada mais pode fazer para evitar isso.

Exceto é claro comprar a fabricante de carteiras. Mas não imaginamos a Apple fazendo isso apenas para apagar do mercado sua própria marca.

Via QZ