S_Image_SM-Z910F_combination_Black_Dynamic_verge_super_wide

Finalmente, nasceu a criança! O primeiro smartphone com o sistema operacional Tizen é uma realidade, é fabricado pela Samsung, e começa a ser vendido na Rússia no terceiro trimestre de 2014, respondendo pelo nome Samsung Z.

Estamos diante de um dispositivo com boas características técnicas para estrear com essa plataforma, sem alcançar os níveis de um top de linha atual, mas com detalhes que chamam a atenção de alguma forma. Para começar, não é um tabletphone: sua tela possui “modestas” 4.8 polegadas, e isso pode agradar a muitos que estão interessados em apostar no novo sistema.

Levando em conta que seu fabricante é a Samsung, não surpreende ver que eles usaram uma tela Super AMOLED (1.280 x 720 pixels). Seu processador quad-core é de 2.3 GHz (sem citar fabricantes; apostamos em um Qualcomm Snapdragon 800).

S_Image_SM-Z910F_001_Front_Black2_verge_super_wide

Outro destaque vai para o fato de nos depararmos com outros elementos presentes nos modelos top de linha da Samsung, como o sensor de digitais e de frequência cardíaca. Além disso, o Samsung Z possui na carcaça traseira o acabamento que simula o couro, mas com um design um pouco diferente (mais angular do que aquela presente na família Galaxy).

S_Image_SM-Z910F_003_Back-Dynamic_Black1_verge_super_wide

O Samsung Z possui conectividade LTE, câmeras de 8 e 2.1 megapixels (traseira e frontal, respectivamente), 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento interno (expansíveis via slot para cartões microSD), sensor de infravermelho e bateria de 2.600 mAh. Suas dimensões são de 138.2 x 69.8 x 8.5 mm, e seu peso é de 136 gramas.

O smartphone possui o sistema Tizen 2.2.1, mas não foram reveladas muitas informações sobre sua interface. Sua tela inicial possui um design tradicional, com cores e elementos que lembram muito a TouchWiz. Pelo visto, teremos um gestor de temas que permitirá a troca dos elementos da tela com facilidade.

Quando o Samsung Z estará entre nós?

Não há maiores informações sobre o seu lançamento para outros mercados, muito menos o preço que será cobrado pelo novo smartphone. A partir de amanhã (03), teremos a Tizen Developer Conference em San Francisco (EUUA), e mais informações sobre dispositivo devem ser reveladas.

O Tizen aos poucos começa a dar as caras, sempre pelas mãos da Samsung. Câmeras, relógios inteligentes e até televisores contarão com a plataforma cruzada dos coreanos. Nem o hardware, nem o design propõem uma revolução no mercado, pelo menos daquilo que a Samsung oferece. Mas não devemos nos enganar: com um preço competitivo – e algum tipo de compatibilidade com o Android – essa pode ser uma proposta que pode soar bem interessante para muita gente.

Basta a Samsung não repetir a péssima experiência obtida com o Bada. Será que eles aprenderam a lição?

S_Image_SM-Z910F_combination_Gold_Dynamic_verge_super_wide S_Image_SM-Z910F_002_Back_Black1_verge_super_wide S_Image_SM-Z910F_002_Back_Gold1_verge_super_wide S_Image_SM-Z910F_003_Back-Dynamic_Gold1_verge_super_wide

Via Samsung Tomorrow