A Samsung segue trabalhando para remover o Galaxy Note 7 do mapa, que morreu depois de tantas explosões de baterias.

A falha pode ter acontecido por conta de um problema de design, e países como Austrália e Nova Zelândia decidiram simplesmente desconectar as unidades do Galaxy Note 7 das redes móveis.

Agora, sabemos que o mesmo movimento pode acontecer nos Estados Unidos.

Uma atualização que deve ser lançada pela Samsung a partir do dia 15 de dezembro vai impedir que o Galaxy Note 7 possa recarregar sua bateria. Ou seja, uma vez instalada, o smartphone vai parar de carregar, e uma vez que a sua carga de bateria se esgote, ele ficará totalmente inutilizado.

Com isso, a Samsung espera que os usuários decidam devolver as unidades restantes, que são estimadas em 285 mil dispositivos distribuídos.

 

Via GSMArena