galaxy-s6-edge-teaser

A Samsung anunciou hoje (01) que J.K. Shin deixa o seu posto de chefe da divisão de mobilidade da empresa. No seu lugar, entra D.J. Kohm, chefe do departamento de pesquisa mobile e supervisor do desenvolvimento do Tizen OS e Samsung Pay.

J.K. Shin segue como presidente da divisão, mas vai centrar suas atividades em uma área mais estratégica a longo prazo, desenvolvendo novos negócios. Com Shin, o chefe da divisão de eletrodomésticos da Samsung, B.K. Yoon, também deixará o seu posto, também se dedicando a uma estratégia de longo prazo.

Shin é o presidente da divisão mobile da Samsung, e um dos responsáveis pelo seu meteórico crescimento no setor. Está na empresa desde 1984, e é o cérebro por trás da linha Galaxy, sendo responsável até agora pelo controle de tudo, desde o design dos dispositivos até o hardware ou a capa de personalização TouchWiz.

A mudança pode ter se dado diante das críticas recebidas pelo Galaxy S5, que resultou em uma perda de cota de mercado, além das falhas na estratégia de vendas dos novos Galaxy S6, o que repercutiu negativamente nos lucros da Samsung. No ano passado, já era especulada a saída de Shin, após um ano muito ruim, mas a decisão de fabricar muito mais unidades do Galaxy S6 do que do Galaxy S6 Edge parece ter sido a gota d’água.

Esse erro tático resultou em uma queda de lucros na divisão mobile de 38% durante o trimestre de lançamento desses dois modelos. Em consequência, a Samsung vai terminar 2015 com prejuízos.

De acordo com a Samsung, Kohm foi o responsável não apenas pela divisão de pesquisa móvel da empresa, mas também se envolveu no desenvolvimento do Galaxy S6 e do Note 5. Logo, é de se esperar que a evolução dos próximos smartphones top de linha da empresa sigam pelo mesmo caminho.

Via Wall Street Journal