Samsung-Galaxy-S4

Ele é bonito, moderno, atraente, potente… mas é um devorador de espaço de armazenamento. Os early adopters (ou primeiros proprietários) do Samsung Galaxy S4 levaram um susto quando conferiram o espaço de armazenamento disponível de forma nativa em seu dispositivo: dos 16 GB de armazenamento que teoricamente o smartphone possui, apenas 9 GB estão disponíveis na prática para dados de usuário (em alguns casos, 8 GB).

Ou seja, metade da capacidade de armazenamento do Galaxy S4 é ocupada pelo sistema operacional, aplicativos pré-instalados, interface TouchWiz da Samsung e recursos complementares. Além de ser muito conteúdo reservado para itens adicionais (muitos deles podem ser simplesmente eliminados), algumas pessoas podem considerar isso uma propaganda enganosa. Afinal, o produto é anunciado com 16 GB de armazenamento.

Mas parece que a Samsung ouviu as reclamações dos consumidores, e vai tomar providências sobre o assunto. Em declarações feitas ao site da CNET, um dos porta-vozes da empresa reconheceu que os coreanos “estão estudando o assunto”,  e que pretendem sim “liberar mais espaço no dispositivo, mediante a otimização de software”.

Aqui, percebemos uma sutil mudança de postura da fabricante, que até então defendia o consumo de espaço ocupado pelo seu software customizado, com o argumento que esse volume todo de aplicativos era “necessário” para oferecer uma boa experiência de uso no dispositivo.

Bom, fico feliz que a Samsung tenha procurado no dicionário e encontrado o real significado da palavra “otimização”.

Via CNET