2012 está acabando, mas não acabou. Supondo que vamos passar de 21/12/2012 (eu acredito que vamos, e estarei aqui no dia seguinte cobrando as dívidas que você fez no dia anterior), é melhor começar a planejar o ano de 2013. E dizem que a Samsung já está fazendo isso, planejando uma espécie de “reboot” em sua marca, incluindo inclusive uma nova logomarca.

Quem informa as mudanças é o site australiano ChannelNews (reproduzido pelo site IntoMobile), e o objetivo da Samsung é um só: encontrar uma maneira mais fácil das pessoas se lembrarem de sua marca. Tão simples quanto “olhar para uma maçã”. Se é que vocês me entendem.

A ideia da Samsung é também tentar desvincular a percepção que os consumidores possuem da marca. Em diversos mercados internacionais, a Samsung é vista como uma empresa asiática, e a ideia é tornar a sua marca algo mais “internacional”. Devo confessar que tanto em suas propagandas quanto na sua filosofia empresarial, e até mesmo na proposta de seus produtos, a Samsung deixa muito clara a sua filosofia asiática, e durante a visita que fiz à fábrica da empresa em Manaus, isso ficou muito claro. Não que seja algo particularmente ruim (na minha opinião), mas é fato que, em alguns mercados específicos, isso pode causar uma certa “rejeição natural” junto ao consumidor.

Para internacionalizar a sua marca, a Samsung consultou as equipes de marketing que ajudaram a desenvolver marcas que são hoje mundialmente conhecidas, como a Nike e a Starbucks. Além disso, os seus funcionários e executivos serão incentivados a não encomendarem a confecção de novos cartões de visitas até janeiro de 2013, que é justamente quando acontece a CES 2013, em Las Vegas. Se os rumores se confirmarem, vai ser nesse evento que a empresa vai revelar ao mundo a sua nova estratégia de marketing e reforço da marca.

Segundo a fonte, a nova logomarca da Samsung ainda está em desenvolvimento, mas será algo “vibrante”, com um novo esquema de cores. Algo que está previamente confirmado é que as cores branco e azul, utilizadas pela empresa nos últimos 20 anos em sua logomarca, serão abandonadas, e que o formato de publicidade dos produtos vai sofrer uma radical mudança em seu formato, voltando a sua proposta para as atividades que os usuários realizam nos dispositivos, tentando refletir o seu estilo de vida e como as pessoas se envolvem com os produtos. Algo semelhante com o que a Nike faz em suas propagandas publicitárias.