galaxy note 7 caixa

 

A Samsung emitiu mais um comunicado relacionado à crise do Galaxy Note 7. Dessa vez, a empresa anunciou o início de um programa de substituição, onde os compradores poderão receber um Galaxy S7 ou Galaxy S7 Edge, pagando a diferença de valor entre os modelos.

Essa diferença em dinheiro pode chegar a até US$ 100, dependendo do modelo do novo Galaxy escolhido pelo consumidor. Esse valor será pago pela Samsung como forma de “compensação pela fidelidade à marca”.

Caso o usuário opte por não mais apostar em outro dispositivo da Samsung, ele receberá US$ 25 pelos inconvenientes causados pelo episódio.

A Samsung voltou a solicitar que os proprietários do modelo desliguem o dispositivo e façam uma cópia de segurança dos dados antes da devolução. Também informou que já conversa com distribuidores e operadoras para que o programa de troca de aparelhos entre em ação. Se assim preferirem, os usuários também podem devolver o Note 7 em troca do valor integral pago pelo smartphone.

Em todos os casos, o comprador terá que contactar a operadora ou distribuidor onde comprou o aparelho. Se o cliente comprou no site da Samsung ou tem alguma dúvida sobre o processo, a empresa oferece o número de telefone internacional para contato: 900.100.807.

 

Sempre é possível pedir a devolução do dinheiro pago pelo Galaxy Note 7

 

“A segurança de nossos consumidores é nossa principal prioridade. À raiz dos últimos incidentes com o Galaxy Note 7, decidimos suspender as vendas e o programa de substituição dos dispositivos, tanto originais como novos. Consequentemente, paralisamos a produção do dispositivo de forma permanente”, reforça o comunicado da Samsung.

A empresa novamente pede desculpas aos seus consumidores “por não cumprir com os altos padrões de qualidade esperado”, e tentam evitar aborrecimentos garantindo que o Note 7 é o único dispositivo afetado pelo problema das baterias explosivas.

 

Via Samsung