Essa semana, durante a Mobile World Congress 2013, a Mozilla apresentou em mais detalhes o Firefox OS, o novo sistema operacional móvel desenvolvido em parceria com a operadora de telefonia Telefónica. E, mais que depressa, a Samsung se manifestou sobre o assunto, dizendo “não” para a possibilidade de lançar um smartphone com o sistema operacional.

Tal declaração foi dada ainda durante a MWC 2013 para a CNET. Os executivos coreanos estão convictos que o Firefox OS não é a praia da empresa, e não vai seguir o fluxo de ZTE e Alcatel, que prometeram lançar produtos com o sistema da Mozilla ao longo de 2014. A Sony, mais empolgada com o projeto, vai lançar o seu primeiro smartphone com o Firefox OS já no começo do ano que vem.

De fato, para a Samsung, o Firefox OS parece não ser interessante. Os coreanos são líderes globais no mercado de smartphones, e com um sistema operacional muito forte (o Android). Nenhuma fabricante vende mais do que eles em quantidade e com o sistema do Google.

Por outro lado, os coreanos estão convictos que, mesmo que eles lancem uma grande quantidade de diferentes produtos em todas as linhas, com diferentes tamanhos e especificações, a sua plataforma principal segue sendo o Android. Além disso, se você olhar para o mercado emergente, a aposta escolhida pelos coreanos é o Tizen OS, que a própria Samsung está desenvolvendo em parceria com a Intel.

De qualquer forma, não vai me causar estranheza se outros fabricantes de grande porte apostarem no Firefox OS no futuro. E a Samsung, de forma não menos surpreendente, fizer o mesmo.