650_1000_grafeno-1

Se nas questões relacionadas aos dispositivos móveis as gigantes Google e Apple chegaram a um acordo (deixando a Samsung de fora), quando se trata do grafeno, material que (quase) todos consideram sinônimo de ouro no futuro, a briga já começou.

Samsung, Apple e Google estão garimpando um verdadeiro arsenal de patentes relacionadas ao grafeno. É o que afirma a Bloomberg, onde podemos destacar que os dispositivos vestíveis (ou wearables), que são os principais beneficiados por esse material, cresceram em relevância para essas empresas, que querem aproveitar todo esse potencial.

A Samsung parece levar certa vantagem nas reservas de patentes. Os sul-coreanos já contam com 405 patentes publicadas com o material, de acordo com a Escritório de Propriedade Intelectual do Reino Unido. Nos Estados Unidos, eles registraram 38 patentes em 2013, 17 das quias citando em algum momento a palavra “grafeno”.

A Apple possui ao menos duas patentes relacionadas com o material, enquanto que empresas como IBM e Foxconn também começaram a registrar patentes relacionadas ao grafeno. Sua resistência, flexibilidade, transparência e condutividade são ideais para a utilização em futuras telas touch flexíveis, por exemplo.

E isso muito interessa para todos os fabricantes. Pense em um Google Glass com esse material, e com menor custo do que o atual, sem falar nas melhorias que o acessório pode receber por conta de suas propriedades.

Via Bloomberg