galaxy-tab3

A Samsung usa o mesmo design para todos os seus produtos, e isso não é novidade para ninguém. E tudo indica que a confusão visual vai aumentar em breve, com o lançamento do Galaxy Tab 3, que por sua vez, terá dois tamanhos, com 10 e 8 polegadas. E o modelo menor é o que pode aumentar ainda mais a confusão. Afinal de contas, como explicar para alguém que o futuro Galaxy Tab 3 e o Galaxy Note 8.0, ambos com oito polegadas, são produtos diferentes?

A única chance é explicar as diferenças técnicas, e ainda assim, a tarefa é complicada. Vamos começar pelo modelo com tela de 10.1 polegadas (1280 x 800), que vai contar com um processador dual-core de 1.5 GHz e 1 GB de RAM, com uma capacidade de armazenamento de 16 GB, sistema operacional Android 4.1.2 Jelly Bean e peso de 533 gramas.

Já o modelo de 8 polegadas tem o mesmo processador do modelo maior, o mesmo sistema operacional e a mesma resolução de tela. A diferença é que o modelo de 8 polegadas vai contar com 2 GB de RAM, prometendo assim uma performance ainda melhor na realização de tarefas mais complexas. Além disso, o seu peso é de 330 gramas, e os dois modelos ainda contam com uma câmera traseira de 3 megapixels, e câmera frontal de 1.3 MP.

As características técnicas do suposto Galaxy Tab 3 de 8 polegadas são muito parecidas com aquelas presentes no Galaxy Note 8.0. A diferença considerada “essencial” (nem tanto…) entre os dois produtos é que a linha Galaxy Tab não conta com a S-Pen, nem com toda a gama de aplicativos que acompanham o conceito da linha Note. Resumindo: o Galaxy Tab 3 é um tablet “tradicional”, enquanto que o Galaxy Note 8.0 é um tablet “para os criativos”.

Porém, não pode ser só isso. O design, que é a primeira coisa que o usuário identifica em um produto, não pode ser praticamente o mesmo. Se a Samsung vai seguir o design dos seus produtos mais badalados, uma vez que o Galaxy Note 8.0 se parece com um Galaxy S III gigante, que ao menos o Galaxy Tab 3 se aproxime das referências de design do Galaxy S4. Mesmo eles sendo parecidos, os dois modelos possuem diferenças identificáveis ao olhar algumas vezes para os dois produtos.

Fato é que, pelo histórico já apresentado, a confusão vai aumentar. Pelo visto, o que importa para a Samsung é “não mexer em time que está ganhando”. Mesmo que o vendedor das Casas Bahia venda um produto como se fosse outro. E o consumidor mais leigo que se vire para diferenciar tudo.

Entendeu? Ou “quer que eu desenhe”, com o Galaxy Tab 3?

Via TechBlog