Galaxy S8

 

O Samsung Galaxy S8 foi oficialmente apresentado, depois de vários rumores e vazamentos. O novo top de linha dos coreanos não apresentou surpresas, e confirmou algumas ausências.

É claro que estamos diante do smartphone mais potente do mercado, e um dos mais potentes pelos próximos meses. Mas há pelo menos sete coisas onde o Galaxy S8 poderia ser melhor.

 

Um Galaxy S8 com tela totalmente plana

 

Os modelos Galaxy S6 e Galax S7 receberam uma versão totalmente plana e outra Edge, com tela curva. Já o Galaxy S8 só diferencia suas telas pelo tamanho, com ambas curvas.

Para uma boa quantidade de usuários, as telas curvas não agradam. E esse grupo terá que engolir essa mudança.

 

 

A posição do leitor de digitais

 

 

A Samsung sempre deixou o seu leitor de digitais na parte frontal, integrado ao botão Home. Porém, dessa vez, esse leitor foi para a parte traseira, em uma posição de gosto muito duvidoso: ao lado da câmera.

Alguns ficaram descontentes com essa decisão.

 

Faltou uma câmera dual aí…

 

Muitos davam como certa a presença de uma câmera dual no Galaxy S8, mas a Samsung apostou em uma única e promissora câmera traseira.

Vários fabricantes (e concorrentes diretos) apostaram na câmera dupla. Faltou ambição para a Samsung, que se mantém reticente sobre o tema. Mesmo assim, a câmera do Galaxy S8 promete entregar fotos espetaculares.

 

 

Tela com resolução 4K

 

Outra decepção para muitos está no fato da tela aumentar de tamanho, mas com uma resolução um tanto quanto limitada.

É uma tela com uma qualidade indiscutível, mas muitos esperavam uma tela com resolução 4K. Ainda mais em tempos com conteúdos de alta qualidade ou realidade virtual.

 

Uma maior capacidade de armazenamento

 

 

O Galaxy S8 tem 64 GB de armazenamento, expansíveis via microSD de 256 GB. Mas essa é a única versão disponível do dispositivo.

Para a grande maioria, espaço de armazenamento não será problema, mas não seria ruim se a Samsung oferecesse uma versão com mais armazenamento, tal e como a Apple faz com os seus iPhones.

 

 

Uma bateria maior e com recarga rápida

 

O Galaxy S8 com tela de 5.8 polegadas conta com uma bateria de 3.000 mAh, enquanto que o Galaxy S8+ com tela de 6.2 polegadas recebe uma bateria de 3.500 mAh.

Ou seja, a tela aumentou de tamanho, mas a bateria não.

Só os testes práticos podem mostrar se a Samsung conseguiu otimizar o seu consumo. Mas o mais preocupante aqui é a ausência de um modo de recarga rápida, algo cada vez mais presente nos dispositivos móveis.

Será que a Samsung ficou com medinho do Galaxy S8 explodir?

 

Uma versão internacional mais potente

 

Está virando regra: os fabricantes oferecem uma versão internacional diferente das normais, que contam com maior RAM e armazenamento.

A versão asiática do Galaxy S8 contará com 6 GB de RAM, mas não vai sair de lá. Os demais países ficam com apenas 4 GB de RAM.

 

Não resta dúvidas que a Samsung tem um dos melhores smartphones de 2017, mas não trouxe as surpresas esperadas por muitos. É cedo para dizer se essas ausências vão limitar o sucesso do Galaxy S8. Mas quando pontuadas com apenas um dia de vida podem sim indicar um certo continuísmo por parte dos asiáticos.