galaxy-s6-01

Segundo o banco de investimentos Oppenheimer, o Samsung Galaxy S6 “é um fracasso” . Simplesmente isso. A afirmação vem uma instituição norte-americana que está em atividade desde 1881, e que não mede palavras para dar suas opiniões.

Se essa qualificação fosse pouca, eles garantem que o negócio móvel da Samsung está implodindo, o que deixa a avaliação da empresa para a Oppenheimer ainda mais negativa. Mas… é para tanto? Devemos deixar claro que a Samsung ainda é uma gigante do setor, que colocou nada menos que 10 milhões de unidades do Galaxy S6 até o momento. Esse número por si não é algo ruim, mas comparado com o Galaxy S5, é terrível.

O Galaxy S5, que já foi mal de vendas, vendeu mais que o Galaxy S6 no mesmo período. Algo que também não deve ser considerado 100% negativo, já que este modelo registrou uma queda em relação ao Galaxy S4. Ou seja, a raiz do problema é a divisão móvel da Samsung, que segue em queda.

Para a Oppenheimer, o principal erro cometido pela Samsung com o Galaxy S6 foi centrar todo o valor do terminal no hardware em um sentindo mais amplo, incluindo a carcaça metálica, sem inovar na experiência de uso. Mas outros elementos podem causar danos para a Samsung: o alto preço dos dispositivos e uma política de atualizações que é muito deficitária.

O usuário está cada vez mais consciente na valorização do seu investimento ao comprar um smartphone, e isso implica que quando se paga alto em um smartphone, espera-se uma boa experiência de uso e um bom suporte do fabricante na parte de atualizações.

E nesse sentido, a Samsung (como outras fabricantes) deixa muito a desejar.

Via GSMArena