Antes tarde do que nunca! O Android 4.1.2 Jelly Bean começa a ser distribuído para os smartphones Samsung Galaxy S II. E não é uma atualização pequena, e sim, a grande atualização prometida para o mês de fevereiro, mas que lá fora se antecipou, e a partir de hoje (23) começa a ser ofertado nos dispositivos, oferecendo todas as novidades e vantagens que a versão oferece.

O Galaxy S II foi um smartphone chave para o sucesso da Samsung no mercado mobile, e graças à popularidade que iniciou com o primeiro Galaxy S. Os três modelos da linha, somados, alcançou recentemente a marca de mais de 100 milhões de unidades vendidas. Logo, a Samsung precisa cuidar muito bem do Galaxy S II, mantendo o dispositivo vivo no mercado o máximo de tempo possível.

O Android Jelly Bean do Galaxy S II é, talvez, a maior atualização que um smartphone da Samsung recebeu até agora, já que quando o modelo recebeu o Android Ice Cream Sandwich, muitos se queixavam que as mudanças na interface foram praticamente nulas. Agora, além de uma boa melhoria na interface de usuário TouchWiz, o Android 4.1.2 traz grandes upgrades de funcionalidades, a saber:

  • maior fluidez e estabilidade na interface, graças ao Project Butter do Jelly Bean
  • grande mudança na interface, que passa a ser a TouchWiz Nature UX, a mesma interface que incorpora o Galaxy S III
  • melhorias e novas funções na câmera
  • novas opções para personalizar a tela de bloqueio
  • novos widgets, incluindo alguns do Galaxy S III
  • diferentes modos para a tela Home
  • barra e central de notificações totalmente renovada, com acesso direto às configurações, e o novo sistema de notificações com pré-visualização de recursos
  • Google Now

Tudo isso começa a ser oferecido aos usuários do Samsung Galaxy S II (GT-i9100) a partir de hoje, ao redor do planeta. Mas é sempre bom lembrar (e ser repetitivo, para que os mais afoitos se acalmem): esta atualização será distribuída de forma progressiva, de modo que ela não estará disponível para todos os dispositivos de imediato. Além disso, é necessário primeiro que os smartphones que foram adquiridos livres de entraves com operadoras sejam atualizados, até porque as operadoras precisam fazer as suas respectivas personalizações e ajustes.

Também é bom lembrar que essa atualização, apesar de estar disponível via OTA (Over The Air) é altamente recomendado que seja feita via KIES, em virtude do grande volume de dados envolvidos no processo.

Via SamMobile