Em evento realizado em São Paulo ontem (27), a Samsung anunciou de forma oficial a chegada do tablet Galaxy Note 10.1. O produto chega ao mercado em duas opções de cores (branca e cinza), e é cotado para ser um dos mais diretos concorrentes do iPad da Apple.

O modelo que chega ao Brasil conta com um processador quad-core de 1.4 GHz, 2 GB de RAM e 16 GB de memória, tudo isso, gerenciado pelo sistema operacional Android 4.0 (Ice Cream Sandwich). Estará disponível nas versões Wi-Fi e Wi-Fi + 3G.

Um grande diferencial do produto é a sua caneta S Pen, que promete ser mais inteligente que a caneta Stylus, pois além de ser uma caneta apontadora, pode trabalhar com recursos e aplicativos pré-instalados no produto. Além disso, a S Pen permite que o usuário tenha uma melhor interação com recursos de edição de imagem, como o Adobe Photoshop, que já vem pré-instalado no tablet.

O Galaxy Note 10.1 também pode ser utilizado como telefone móvel. Não que você vai levar o tablet ao ouvido. Para efetuar e receber chamadas, basta usar os fones de ouvido que acompanham o produto. Os recursos multitarefas também é outro predicado do tablet da Samsung, permitindo que o usuário possa trabalhar com mais de um aplicativo ao mesmo tempo, sem prejuízo no desempenho do tablet. E, especialmente no Galaxy Note 10.1, a multitarefa tem a sua capacidade ampliada com o recurso multiscreen, que disponibiliza as janelas lado a lado.

O preço inicial sugerido do Samsung Galaxy Note 10.1 é de R$ 1.899.