20130713_143224

O meu domingo na verdade é no sábado. É o dia que costumo sair com a minha esposa para caminhar um pouco pelo centro da cidade, visitar o shopping local, almoçar fora… e sempre que possível, conferir o que o comércio local está oferecendo no segmento de tecnologia. E não chega a ser uma grande surpresa me deparar com o Samsung Galaxy Mega em uma loja física do comércio local.

Um dos leitores do TargetHD (o @johnsonjones) já havia cantado essa bola na semana passada, informando que o Magazine Luiza já listava o Galaxy Mega como um produto indisponível (estranhamente sendo listado como “mini tablet”, mas isso é outra história). E durante a minha caminhada no comércio da minha cidade (Araçatuba/SP), eu me deparei com o dispositivo pela primeira vez, e obtive as primeiras impressões físicas do modelo.

Como a loja em questão (Casas Bahia… sim, me julguem) estava muito cheia, ficou um tanto quanto complicado testar o desempenho do smartphone. Porém, consegui tirar as fotos do modelo rapidamente, além de obter algumas impressões do produto. Na sua estética, ele não se diferencia em nada dos recentes lançamentos da linha Galaxy, com exceção das bordas de tela um pouco mais finas, aproveitando melhor espaço de tela.

2013-07-13 14.32.34

Sobre o seu tamanho, o Samsung Galaxy Mega é um monstro! Eu achava o Gran Duos grande, mas o Galaxy Mega é significativamente maior com sua tela de 6.3 polegadas. mesmo assim, a Samsung fez com que sua pegada fosse minimamente confortável para ser segurado com uma das mãos. Logo, é um produto que é melhor sendo utilizado com a sua interação de tela do que se imagina.

Por outro lado, é um dispositivo que realmente chama a atenção em qualquer lugar pelo seu tamanho. Ou seja, todo mundo vai ver DE LONGE que você está com um smartphone de Itu quando você atender uma chamada, levando o dispositivo ao ouvido. É altamente recomendável que você utilize os fones de ouvido para as chamadas, para não chamar muito a atenção.

A qualidade do material empregado pela Samsung no Galaxy Mega é a mesma de qualquer modelo de linha média da empresa. Não esperava um material melhor, mas apenas faço esse registro para os mais curiosos. A sua embalagem vem em uma coloração em tom “amarelo palha”, o que passa a sensação de ser um produto um pouco mais “premium”.

O problema (na minha modesta opinião) está, de novo, no quesito preço. O Samsung Galaxy Mega estava disponível pelo valor de R$ 1.499, o que só se justifica se o usuário realmente deseja um produto com aquele tamanho de tela. É uma das maiores telas de mercado, com resolução HD Super Clear LCD, processador dual-core de 1.7 GHz e 1.5 GB de RAM, o que deve dar conta do recado na maioria das atividades.

Porém, nesse exato momento, temos modelos com especificações de hardware muito melhores e com preços similares ou até inferiores. O próprio Galaxy S III da Samsung custa hoje R$ 1.499, assim como o LG Optimus G e o LG Nexus 4. Sem falar no Nokia Lumia 820 (para quem gosta do Windows Phone 8), que também está nessa faixa de preço.

De qualquer forma, fica o registro da presença do modelo no nosso mercado. Devo testar o produto de forma mais informal nessa semana. Caso os testes aconteçam, eu volto aqui e conto para vocês as minhas impressões de desempenho desse dispositivo.