samsung-smartwatch-tizen

Diretores da Samsung indicaram em uma entrevista que a empresa não tem dispositivos em desenvolvimento ou em planejamento baseado no Android Wear, apostando todas as suas fichas no Tizen, e um dos motivos é contundente: considerar o seu sistema operacional muito mais eficiente que o sistema da Google.

Nesses comentários, os executivos indicavam que o Tizen já está em uso em TVs e geladeiras, e parece que o impulso ao sistema pode ser definitivo com esta decisão, que chega justo quando sabemos que o recém anunciado Android Wear 2.0 vai introduzir melhorias interessantes para a plataforma.

A Samsung apostou no Android Wear no Galaxy Gear Live, mas o Tizen vem sendo protagonista absoluto nos demais dispositivos (Gear S2, Gear S, Gear 2 e Galaxy Gear). E a pergunta que fica é: pode a Samsung ter sucesso com esse segmento, com uma plataforma menos disseminada e com um menor apoio dos desenvolvedores?

Veremos como esse movimento se refletirá nos próximos meses.

Via FastCo