A Samsung decidiu fazer barulho. Apresentou oficialmente hoje (09) na CES 2013 a sua nova geração de processadores para dispositivos móveis. O Exynos 5 Octa se diferencia dos demais por ser o mais rápido e com o menor consumo de energia do mundo, trabalhando com dois conjuntos de quatro núcleos de processamento, totalizando os oito núcleos anunciados.

Muitos esperam que esse processador já esteja presente no futuro Samsung Galaxy S IV, que deve ser anunciado entre os meses de março e maio de 2013. Particularmente, acho difícil, uma vez que o projeto do S IV já tem um certo tempo (incluindo testes diversos). Mas não custa esperar. Se a Samsung está disposta a fazer estragos grandes no mercado mobile, lança o S IV com esse novo processador.

O Exynos 5 Octa é, na prática, um processador que carrega consigo outros dois processadores quad-core de 28 nanômetros, que trabalham de forma independente, e com objetivos específicos. Um Cortex A7, de 1.2 GHz (quad-core) vai ser responsável pelas tarefas mais leves no sistema (navegação na web, e-mails, redes sociais), enquanto que o Cortex A15, de 1.8 GHz (quad-core), vai se encarregar das tarefas mais pesadas (streaming de vídeos, jogos, etc).

O processador promete uma performance nunca vista antes em um dispositivo móvel. Uma vaga ideia do que eles estão falando pode ser tomada pelo fato do Nexus 10 contar hoje com um processador Cortex A15 de dois núcleos. Agora, pense isso multiplicado por dois, e mais: pense nisso trabalhando só na hora que realmente precisa trabalhar. A eficiência desse produto deve ser simplesmente extraordinária.

Outro impacto direto dessa nova proposta está na autonomia de bateria, uma preocupação constante de muitos usuários de dispositivos móveis. Com o Exynos 5 Octa, é esperado que os dispositivos economizem, em média, até 70% do consumo normal do aparelho, se comparado aos dispositivos anteriores. Somando tudo isso, a expectativa é que o dispositivo que contar com esse novo processador terá o desempenho mais fluído possível.

Por enquanto, não foram reveladas datas de disponibilidade desse novo processador, mas tudo indica que a Samsung não vai deixar o ano de 2013 escapar para ofertar esse chip em seus produtos e, quem sabe, em produtos de parceiros do setor.

Via BGR.com