A Ninendo segue revelando aos poucos o que o Nintendo Switch tem a oferecer. Apesar das críticas da mudança do serviço online de gratuito para pago, a estratégia funciona. E agora que sabemos o preço do serviço online desse console, podemos começar a fazer os cálculos.

O site Nikkei revela que suas fontes ouviram de Tatsumi Kimishima que o serviço online do Nintendo Switch “custaria entre 2.000 e 3.000 ienes”, o que dá entre US$ 17 e US$ 25.

Nada foi dito sobre a chegada oficial do console no mercado brasileiro.

De qualquer forma, fazer com que o dispositivo alcançasse o seu público pelo método das pequenas ofertas é o grande desafio da Nintendo, que anunciou um plano mensal de oferta de um jogo clássico do NES no console. E nada mais.

São medidas que visam o lucro do console, combatendo a pirataria e aumentando a segurança dos seus produtos.