sony-vaio-red-edition

Segundo o diário econômico japonês Nikkei, que baseando-se em suas fontes próximas ao assunto, publica que a Sony estaria discutindo com um fundo de investidores a venda de sua divisão de informática, que supostamente seria desnecessária na próxima fase da estratégia chamada One Sony.

De acordo com o Nikkei, o fundo Japan Industrial Partners estaria disposto a pagar entre US$ 391 e US$ 489 milhões para assumir o controle da divisão VAIO que, na prática, desapareceria do organograma da Sony, se tornando uma operação independente. A Sony conservaria uma pequena porcentagem dessa nova empresa, mas “se retiraria da maior parte dos países e regiões”, deixando nas mãos da VAIO e da Japan Industrial Partners tanto a produção como o serviço de assistência no pós venda.

A Japan Industrial Partners também poderia absorver as instalações de I+D da Sony em Nagano (Japão), onde são desenvolvidos hoje os computadores da linha VAIO.

Apesar da Sony não ser uma das empresas mais representativas do mercado da informática, a sua marca VAIO, que existe desde 1996, oferece ao mercado alguns dos mais interessantes, atraentes e elegantes computadores da indústria. Por outro lado, alguns fracassos também recebem a assinatura dessa linha.

Além disso, os seus computadores não contam com preços que podemos chamar de “competitivos”, e isso dificulta a penetração dos seus laptops e desktops no mercado. A soma desses fatores resulta em um suposto cenário de prejuízos para a Sony, gerado pela linha VAIO.

Em todo caso, não é a primeira vez que ouvimos rumores no suposto interesse da Sony em se desfazer de sua divisão de informática. Não faz muito tempo que vazou a notícia que a Lenovo estaria interessada na compra da VAIO, algo que a Sony respondeu com um breve e intrigante comunicado:

Uma notícia do dia 01 de fevereiro de 2014 afirmava que a Sony Corporation (“Sony”) está negociando com a Lenovo Group (“Lenovo”) a possível criação de uma sociedade conjunta para a divisão de PCs. Como a Sony anunciou anteriormente, a Sony segue analisando várias opções para o seu negócio de informática, mas a informação sobre uma possível aliança entre Sony e Lenovo nesse segmento é algo incorreto.

Agora, resta a dúvida: seria a Japan Industrial Partners uma dessas “opções”?

Via Nikkei