Parece que a Nokia vai continuar a contrariar as palavras do seu CEO, Stephen Elop, que afirmou em fevereiro de 2011 que o projeto do MeeGo estava encerrado, com a chegada do Windows Phone. Ou o próprio Elop se esqueceu do que disse ao longo desses meses. Nesse meio tempo, a fabricante finlandesa lançou o N9, que muitos afirmaram que seria o último a contar com o sistema. Porém, tudo indica que não vai ser.

Segundo o site NetbookNews, uma fonte anônima garante que dois novos dispositivos de baixo custo com o sistema MeeGo estão em desenvolvimento pela Nokia. Os modelos teriam como principal destino os mercados emergentes, como o Brasil. A iniciativa de manter o sistema em telefones mais acessíveis é louvável, porém, até que ponto vale o investimento? Existe algum plano para que o MeeGo receba aplicativos do Android (já que o núcleo do sistema é o Linux)? Algum programa de incentivo aos desenvolvedores? Ou será que a Nokia vai voltar atrás, e adotar o MeeGo no lugar do Symbian (ou S-alguma-coisa), que também foi dado como morto pela própria Nokia?

Aliás, por que a Nokia “mata” sistemas, mas continua lançando produtos com os tais sistemas?

Via Tudo Celular