iwatch-proto

 

Parece que os rumores envolvendo o suposto relógio da Apple vai ganhar cada vez mais força nos próximos meses. A Bloomberg coloca mais lenha na fogueira, e informa que o relógio da gigante de Cupertino será lançado ainda em 2013, e diferente de outros produtos menores da empresa, vai contar com uma versão adaptada do iOS.

A informação é importante e relevante para uma análise inicial. Isso reforça a ideia que a Apple quer mesmo lançar um “smartwatch”, e não apenas o “relógio da griffe Apple”. Eles poderiam investir em uma firmware mais simples, tal como é adotado em produtos como o iPod Nano, mas o objetivo aqui é colocar o relógio em um outro nível, com funcionalidades semelhantes aos gadgets consagrados da Apple (iPod Touch, iPhone, etc).

A imprensa especializada chegou a divulgar anteriormente que Jony Ive é um dos responsáveis pelo projeto, e que seria um dos favoritos do executivo. Também foi revelado que aproximadamente 100 profissionais da Apple estão envolvidos no seu desenvolvimento. Agora a matéria da Bloomberg praticamente confirma que o produto não só é real, como terá o iOS presente, e que sua provável data de lançamento será para o final do ano (sem uma data exata ou mês estimado).

As fontes (anônimas e próximas ao assunto, como sempre) também afirmam que um dos maiores pontos de preocupação da Apple no projeto do relógio é oferecer uma boa autonomia de bateria. Por enquanto, os protótipos alcançam uma autonomia estimada de dois dias de uso, mas a Apple quer que o iWatch alcance até cinco dias de funcionamento contínuo.

Outros aspectos interessantes revelados pelas fontes da Bloomberg é que o suposto relógio seria capaz de realizar e receber chamadas, mostrar os dados dos seus contatos, mostrar a sua localização no mapa e coletar dados biométricos. A única coisa que não fica muito clara é se tudo isso será feito de forma autônoma, ou se vai precisar da ajuda do iPhone.

Para a Apple, o iWatch pode ser um projeto crucial para reforçar o seu propósito de inovação em seus produtos. A Google vai colocar o Google Glass no mercado ainda em 2013, e até mesmo o conceito de “smartwatch” já começa a ser adotado por outros fabricantes (vide o I’m Watch). Logo, em pouco tempo, vamos deixar de ver o relógio da Apple como um suposto produto, mas sim como algo muito mais próximo da realidade no seu portfólio de dispositivos. Até porque especialistas de mercado já afirmam que um suposto relógio da Apple com iOS seria mais rentável que o lançamento de uma Apple TV com recursos inteligentes. Sem falar que o lançamento do iWatch pode produzir um efeito cascata em todo o mercado de relógios de pulso.