Os rumores sobre um novo smartphone da linha Nexus são cada vez mais frequentes, mesmo com poucos meses depois do lançamento do tablet Nexus 7. Mas, como diz o ditado, “o importante é você aproveitar o momento”, e um vazamento em um site da web faz a primeira menção real ao novo smartphone, que deve ser anunciado ainda nesse mês de outubro.

A fonte faz menção que o novo Nexus deve ser fabricado por um dos parceiros do Google no mundo dos dispositivos móveis com Android, ou seja, LG ou Samsung. Vale aqui pontuar que o segundo nome, historicamente, sempre soa com muito mais força para um novo produto oficial da empresa de Mountain View. O próximo smartphone da empresa receberia o nome de Google Galaxy Nexus Plus, e seria o modelo GT-i9260. Se for esse o nome real do aparelho, certamente será fabricado pela Samsung, que é dona da marca Galaxy.

Obviamente, nenhuma dessas especulações são confirmadas por qualquer uma das empresas citadas, mas existem pelo menos dois pontos muito importantes que reforçam as possibilidades do anúncio do novo modelo. Um deles dá força a todos os rumores, e em parte, revela uma estratégia um tanto quanto arriscada do Google, caso ela venha a se concretizar.

Em primeiro lugar, o último smartphone Nexus que chegou ao mercado foi o Galaxy Nexus, lançado no final de 2011, com o sistema Android 4.0 Ice Cream Sandwich e fabricado pela Samsung. Depois de um ano, é mais do que lógico e natural pensar que um novo produto está prestes a ser lançado, seguindo assim a tendência de ciclos de lançamento a cada 11 ou 12 meses (assim como aconteceu com o Nexus S, no final de 2010).

O segundo ponto está diretamente ligado ao Android, já que um novo Nexus sempre significou uma nova versão do sistema operacional do Google. Mas, levando em conta que a versão 4.1 (Jelly Bean) não tem nem seis meses de vida, uma nova versão do Android agora complicaria ainda mais as coisas em um dos principais problemas do sistema operacional mais usado do mundo: a fragmentação.

O principal culpado disso tudo são os fabricantes, que não estão interessados em atualizar os seus dispositivos com potencial capacidade de atualização. O Google tenta corrigir esse problema, espaçando um pouco mais a janela de atualizações do seu sistema. Porém, se lançarem uma nova versão do Android com um novo Nexus, jogam esse esforço por água abaixo, fragmentando ainda mais o mercado.

Para piorar a situação, a fonte menciona que o novo Nexus chegaria ao mundo com o Android 4.2, que seria uma espécie de “atualização média” do sistema operacional, ou seja, uma evolução da plataforma. Que não deixa de ser diferente das versões atuais.

Algo que deve ser observado: nenhuma fonte de especulação menciona a Motorola como fabricante do próximo Nexus. É sempre bom lembrar que a Motorola Mobility já é uma empresa de propriedade do Google, e seria mais do que natural que eles escolhessem a própria empresa como fabricante dos seus futuros dispositivos. A resposta para isso é simples: o Google quer que a Motorola se foque mais nos recentes lançamentos, principalmente nos novos modelos RAZR anunciados.

Via Gizmologia, Celularis