google-tv-2010

Parece que os planos do Google para entrar no mercado de televisão via streaming seguem avançando com grande consistência. Segundo rumores recentes, podemos ver em breve o Nexus TV, que pode ser a evolução de todas as iniciativas anteriores do pessoal de Mountain View nesse segmento.

Em 2010, eles lançaram a Google TV, uma plataforma de Smart TV desenvolvida em parceria com a Intel, Sony e Logitech. Em 2013, apresentou ao mundo o Chromecast, um pequeno dispositivo USB que permite a visualização de conteúdos por streaming. Os dois sistemas se integram nas TVs, transformando-as em centrais multimídia que oferecem filmes, episódios de TV, vídeos no YouTube e aplicativos.

Agora, a empresa comandada por Larry Page estaria pensando em revitalizar essas soluções, através de um novo produto com a marca Nexus. Segundo o site The Information, esse novo dispositivo integrado aos serviços do Google, ofereceria a conectividade necessária para qualquer televisor, melhorando a compatibilidade de dispositivos previamente lançados, incluindo um sensor de movimento, tal como já vimos nos videogames atuais. Estas novas melhorias se incorporariam com o objetivo de oferecer novas formas do usuário controlar a televisão, e oferecer uma nova experiência de uso.

Além disso, o Google estaria pensando em potencializar a marca Nexus, fazendo com que os dispositivos da linha (smartphones e tablets) se conectem ao novo hardware multimídia, que teria lançamento planejado para a primeira metade de 2014 (segundo informa uma fonte próxima ao assunto). Por outro lado, o suposto Nexus TV não teria a capacidade de realizar as transmissões tradicionais de conteúdo, uma vez que o uso da internet será 100% obrigatório no produto.

O Google é apenas mais um que tenta fazer com que o seu serviço de streaming dê cerno no mercado. Vai ter que efrentar produtos como o Apple TV (Apple), o Roku e seu reprodutor de streaming, ou até mesmo o Ouya, que além de ser um console portátil, tem a mesma função de reprodução de conteúdos multimídia. Aliás, é um mercado onde até mesmo os fabricantes de videogames estão incorporando serviços similares nos seus consoles.

Um claro exemplo do que estou falando é a Microsoft, com o Xbox 360 e o recém lançado Xbox One. O segundo é, inclusive, capaz de atuar como uma caixa receptora de canais de TV paga em alguns mercados.

Sem falar que a Amazon também estaria planejando lançar o seu próprio serviço de TV por streaming, sendo mais um nome de peso no segmento.

Mas diferente de outras empresas, o Google estaria preparando uma espécie de set-top box mais orientado ao mundo dos videogames, uma vez que nos planos de Larry Page, também estaria o fato de tentar competir com empresas como Nintendo ou Sony. Lembrando: tudo o que foi dito nesse post vieram de fontes anônimas. Nada está confirmado. Logo, ainda são rumores. Vamos esperar os próximos meses (e os próximos acontecimentos) para que novidades apareçam.

Via The Information