xlumia-1020-1373553262.jpg.pagespeed.ic.8wZaBiCpox

Um post publicado no blog oficial da Nokia, o Nokia Conversations, levanta uma fumaça que pode ser simplesmente um grande incêndio se um dia ela se tornar fogo algum dia. O vice-presidente do programa de gerenciamento de software para o segmento de negócios de dispositivos inteligentes da fabricante finlandesa, Samuli Hänninen, decidiu falar um pouco sobre o futuro do segmento de imagens e fotografia nos futuros dispositivos Microsoft Lumia. E, principalmente, sobre a marca PureView.

Ele começa dizendo que ele espera que a linha Lumia traga cada vez mais inovações na tecnologia para suas câmeras, e cada vez mais rápido com a parceria com a Microsoft. E deixa claro que a tecnologia PureView está tudo, menos morta. Porém, dá a entender que a Microsoft pode não usar essa marca (que é reconhecidamente a prova da competência da Nokia nesse segmento).

Quando questionado sobre o que vai acontecer com o PureView, Samuli afirma: “o padrão PureView oferece a melhor experiência de imagem em nossos dispositivos, e vamos seguir inovando nessa área. O Nokia Lumia 720 é um belo exemplo de como estamos oferecendo uma ótima câmera para o mercado, com nossa maior abertura de lente até o momento, mas ela não carrega o nome PureView. A coisa mais importante é o que fazemos, não como isso se chama, embora e gente goste muito do PureView”.

Não é um pronunciamento oficial, mas é um indício de que a Microsoft ou não adquiriu os direitos do nome PureView (assim como não adquiriu o licenciamento definitivo da marca Nokia), ou que não se interessou com a marca, e decidiu simplesmente descartá-la, usando apenas as suas tecnologias nos futuros lançamentos.

Essa é uma estratégia muito perigosa. A Microsoft vai deixar de ter o reconhecimento de uma marca que já comprovou a sua qualidade nas lentes de câmeras, apenas para não pagar alguns trocados para o que restou da Nokia pelos direitos de nome. Mais: deixa de dar o merecido crédito e reconhecimento para a empresa que desenvolveu ao longo dos últimos anos as tais tecnologias que estarão presentes nos futuros smartphones Microsoft Lumia.

Eu imagino que já será difícil a Microsoft conseguir um maior destaque no mercado mobile sem a marca Nokia nos seus produtos. Imagine sem as credenciais do PureView? O pessoal do marketing em Redmond precisa olhar para esses pequenos detalhes. Caso contrário, a vida será bem dura para o Windows Phone.

Via Daily Mobile