nokia-microsoft.jpg

Você, amigo leitor, que sempre teve dentro de si aquela teoria conspiratória de que essa parceria da Microsoft com a Nokia nada mais era do que um passo pequeno para um grande plano da gigante de Redmond em comprar a fabricante finlandesa de telefones… parabéns! Você estava com alguma razão em pensar assim. Bom, pelo menos é o que afirma o Wall Street Journal.

Sempre foi dito que a Microsoft estava de olho na divisão mobile da Nokia,  e na prática, seria uma conjunção ideal de interesses envolvidos. De um lado, uma fabricante de hardware com uma grande reputação, com um grande número de clientes cativos ao redor do mundo, e produtos de qualidade, mas que lutava para ainda se manter competitiva no mercado mobile. Do outro lado, uma fabricante de software que queria entrar no segmento mobile, com a sua própria plataforma.

O que o WSJ revelou hoje é que a Microsoft esteve mesmo à beira de adquirir a Nokia, com as duas empresas chegando ao ponto de manter “conversas avançadas” em Londres ainda nesse mês de junho, sobre a possibilidade de compra e venda. Ao que parece, as tais negociações não avançaram, e as fontes anônimas do WSJ revelam que foi a Microsoft que desistiu da compra, depois de não concordar com o elevado preço pedido pela Nokia.

Outro fator que pesou nas negociações foi o fato da Nokia ter muitas dificuldades para roubar cotas de mercado da Samsung e Apple em mercados considerados vitais para a Microsoft (principalmente nos Estados Unidos e na Ásia, mercados onde a Nokia praticamente não existe).

De qualquer forma, pelo menos por enquanto, não veremos um “Nokiasoft” tão cedo. Porém, a parceria entre as duas empresas segue muito vivo. Quem sabe no futuro a médio e longo prazo essa compra não aconteça?

E você? O que acha da possibilidade da Microsoft comprar a Nokia?

Via